RCB/TuneIn
Segunda, 22 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PROCESSO DEVE ESTAR CONCLUÍDO ATÉ FINAL DESTE MÊS
Rádio Cova da Beira
A câmara da Covilhã e o ministério da educação ainda não chegaram a acordo quanto à transferência de novas competências para o município nessa área, ao abrigo do pacote de descentralização que o governo tem vindo a implementar.
Por Nuno Miguel em 15 de Jun de 2019

Na última reunião pública do executivo o vereador do CDS/PP, Adolfo Mesquita Nunes, quis conhecer quais os avanços que já foram dados nesta matéria assim como o valor do envelope financeiro que vai ser transferido para a câmara da Covilhã “esta foi a competência cuja transferência tem sido adiada, por parte do governo, porque tem sido adiada a definição do envelope financeiro da mesma para que depois se decidir de que forma a câmara vai assumir competências e que alterações, do ponto de vista dos agrupamentos e da organização da vida das famílias isso vai representar. Nesse sentido eu gostaria de saber qual é o ponto de situação sobre esta matéria e também saber qual o envelope financeiro que vai ser transferido uma vez que este ano lectivo e está a terminar e parece-me ser a altura indicada para falar sobre o assunto”.

 

Na resposta, o presidente da câmara da Covilhã admitiu que existe ainda uma divergência de valores entre a proposta do ministério da educação e o valor estimado pela autarquia. Ainda assim Vítor Pereira acredita que vai ser possível chegar em breve a um acordo “já recebemos os dados do governo em relação a esta matéria, comparámos aquilo que nos foi fornecido em termos de financiamento com aquilo quem as escolas despendem e chegámos à conclusão de que havia algumas divergências. Por conseguinte já fizemos a nossa reclamação da qual estamos a aguardar ainda por uma resposta. São discrepâncias que não são vultuosas e por isso acredito que até final deste mês vai ser possível abordar este assunto com maior detalhe quer no executivo quer na assembleia municipal”.  

 

Embora sem querer adiantar os valores propostos pelo ministério da educação, o autarca covilhanense acredita que ainda este mês vai ser possível que o executivo e a assembleia municipal se pronunciem sobre esta matéria.

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados