RCB/TuneIn
Quinta, 27 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
ACIDENTES: ÁLCOOL A MAIS
Rádio Cova da Beira
Uma em cada três vítimas mortais em acidentes de viação conduzia com uma taxa de álcool no sangue superior ao permitido por Lei. Os números são do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses e são divulgados pela GNR, que, até ao próximo dia 24 de corrente mês de Junho, efectua a operação “Baco 2019”.
Por Paulo Pinheiro em 14 de Jun de 2019

A Guarda Nacional Republicana vai continuar a intensificar ações de fiscalização no âmbito da condução sob a influência do álcool, no sentido de reduzir o número de vítimas nas estradas, anuncia aquela força de segurança.

 

As ações de fiscalização serão direccionadas para as vias onde as infracções por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação, estando empenhados militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito (UNT).

 

O ano passado, no âmbito de operação semelhante, a GNR registou 1 194 excessos de álcool, dos quais 421 exerciam a condução com uma taxa crime igual ou superior a 1,2 gramas por litro (g/l), resultando na sua detenção.

Tendo em conta os dados do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses e da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (que aponta para a morte de 513 pessoas em 2018), 171 condutores que perderam a vida nas estradas portuguesas tinham excesso de álcool.

 

Ainda de acordo com a ANSR, de Janeiro de 2019 até ao passado dia 7 de Junho, nas estradas do distrito de Castelo Branco, morreram seis pessoas, 24 ficaram feridas com gravidade em 794 acidentes.

No mesmo período, nas vias do distrito da Guarda, morreram quatro pessoas e 14 ficaram gravemente feridas, em 580 acidentes

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados