RCB/TuneIn
Quinta, 27 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
MAIS APOIO PARA AS INSTITUIÇÕES DO INTERIOR
Rádio Cova da Beira
O presidente da direcção da Mutualista Covilhanense lançou um apelo ao curador em Portugal da fundação «La Caixa» no sentido de poder criar programas com respostas específicas para as instituições do sector economia social que desenvolvem na sua actividade no interior do país.
Por Nuno Miguel em 06 de Jun de 2019

De acordo com Nélson Silva a grande maioria das organizações “tem ideias e projectos mas falta-nos muitas vezes a capacitação de recursos humanos e financeiros para os colocarmos no terreno. Do nosso ponto de vista seria importante que a fundação, no âmbito do seu leque de actuação para uma sociedade mais igualitária, pudesse criar programas que dessem respostas a problemas específicos que temos nestas regiões do interior. E gostávamos, por exemplo, que o programa «Incorpora» alargasse a sua actuação ao distrito de Castelo Branco uma vez que já está na Guarda e em Viseu. Era também muito importante que o protocolo entre a fundação «BPI» e a universidade Nova no âmbito da sua «business school» pudesse também estender-se ao ensino superior no interior”.  

 

Declarações do presidente da Mutualista na cerimónia de inauguração da nova sala multimédia que está a funcionar na sede da instituição. Um projecto também apoiado pela fundação «La Caixa» e que vem corporizar o projecto «jovens idosos num clique» “trata-se de um projecto desenvolvido com a parceria da escola Quinta das Palmeiras e com o departamento de informática da UBI. É uma sala multimédia singela mas grande no seu propósito que é combater a infoexclusão, o isolamento dos nossos idosos e promover um convívio inter-geracional. Espaços e projectos como este, nos quais temos vindo a apostar fortemente, são essenciais para a promoção de um envelhecimento activo e saudável e também para a melhoria da qualidade de vida dos nossos seniores”.   

 

Na resposta, Artur Santos Silva refere que a fundação pretende que em 2022 o investimento em Portugal chegue aos 50 milhões de euros. Em 2018 o investimento global foi de 12 milhões e este ano deve chegar aos 20. O curador da fundação «La Caixa» refere que o apoio às instituições é desenvolvido com base em cinco programas, dois dos quais foram criados este ano “temos o prémio «Capacitar» para pessoas com incapacidades, o «Solidário» para pessoas em situação de pobreza e o «Seniores» para pessoas com idade avançada. São concursos anuais e estes três, que tinham 500 mil euros por ano, já estão em 750 mil e o nosso objectivo é em 2020 chegar a um milhão de euros por ano para cada um. Para além destes três prémios, há mais dois que lançámos este ano; um é o «Pró Infância», direccionado para apoiar crianças em situações desfavorecidas e o outro é o «BPI Rural» sendo que cada um deles vai apoiar 25 instituições por ano”.    

 

Um dos novos prémios, o «BPI Rural» tem como grande objectivo, afirma Artur Santos Silva, contribuir para reforçar o apoio às instituições sediadas no interior do país “nós temos uma faixa litoral onde está concentrada 80 por cento da riqueza e da população qualificada e 90 por cento das exportações e há uma desigualdade enorme entre o produto «per capita» em relação ao interior. Por isso temos que investir no interior e por isso estejam muito atentos a este concurso que vai apoiar instituições e organizações não-governamentais que contribuam para resolver este tipo de problemas e a necessidade de acelerar o desenvolvimento económico de economias de base rural e eu sei que há muitas situações dessas nesta região”.    

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados