RCB/TuneIn
Quarta, 18 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“TODOS TEMOS DE ESTAR MOBILIZADOS PARA O CRESCIMENTO”
Rádio Cova da Beira
O programa operacional de competitividade e inovação já apoiou o desenvolvimento de 13 mil projectos empresariais desde a sua constituição. Os números foram avançados pelo presidente da autoridade de gestão do “Compete” no final de uma visita a cinco empresas da região, abrangidas pela área territorial da associação empresarial dos concelhos de Covilhã, Belmonte e Penamacor.
Por Nuno Miguel em 05 de Jun de 2019
Para Jaime Andrez, os úmeros revelam uma dinâmica muito positiva do sector empresarial e que importa continuar a intensificar “já aprovámos 13 mil projectos que envolveram cerca de nove mil milhões de euros de investimento com incentivos a rondar os cinco mil milhões. Estes são números que revelam as dinâmicas das empresas e por isso todas elas estão de parabéns porque é essa dinâmica que cria emprego e riqueza. Saio daqui ainda mais fortalecido das minhas motivações e convicto de que temos aqui potencial que pode e deve ser aproveitado”:  
O presidente da autoridade de gestão do “Compete” acrescenta que “a região precisa de crescer. Portugal precisa de crescer muito, depressa e com qualidade e isso faz-se cumprindo determinados desígnios que tem a ver com a economia circular, com a inovação, com a economia digital e com emprego qualificado. A razão de ser do desenvolvimento é o bem estar das populações e o emprego dignamente remunerado. E para este crescimento todos temos de estar mobilizados. Todos nós. Todas as empresas e de todas as dimensões. E também precisamos de boas decisões do estado e das empresas”  
Mas para que esse crescimento se possa efectivar, Jaime Andrez sublinha que deve ser reforçada a parceria entre municípios, associações empresariais e organismos do estado, reconhecendo no entanto que a Beira Interior tem ainda alguns constrangimentos que importa ultrapassar “temos situações de condicionantes de acessibilidades, de custos de contexto e de oferta de emprego e que em muitas regiões tem criado obstáculos à atracção de novos investimentos. Mas independentemente da mobilização de todos, nada acontece por acaso. Hoje em dia a grande capacidade de executar mais só se faz em parceria entre as autarquias, as associações empresariais e as agências públicas e depois saber misturar tudo isso”  
Nesta deslocação à região, o responsável do “Compete” realizou visitas às empresas “Paulo de Oliveira” e “Frulact” no concelho da Covilhã. Em Penamacor ficou a conhecer o trabalho realizado pela "Ibersaco" e pela “Euromel”, terminado um dia com uma deslocação à empresa “Grasil” em Belmonte. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados