RCB/TuneIn
Sexta, 20 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
FUTSAL - AD FUND?O PERDE COM FREIXIEIRO
A Desportiva do Fund?o perdeu esta tarde em Perafita, com o Freixieiro, mas teve um comportamento bem diferente dos evidenciados nas ?ltimas partidas.
Por José Joaquim Ribeiro em 16 de Feb de 2008

Os fundanenses não podiam ter começado melhor a partida com este seu poderoso adversário. Logo no primeiro minuto conseguiram marcar um excelente golo, apontado por Paulo Pinto. Este primeiro tento resulta de uma transição rapidíssima, Paulo Pinto entra pela esquerda e dispara um potente remate levando a bola ao fundo das redes de Roque.

Com este golo os fundanenses confundiram os locais, que, apesar de terem sido surpreendidos, não deixaram de procurar a baliza de Carlinhos. Aliás, os homens do Freixieiro passaram a ter mais posse de bola, passaram a rematar com mais intensidade e em maior número, sempre apoiados, quase fanaticamente, pelos seus adeptos. Com esta intensidade de jogo adivinhava-se o tento da igualdade. Num daqueles lances em que não se espera que aconteça perigo resultou o golo da igualdade. Foi na sequência de um pontapé de canto que Israel serviu o veterano Ivan, para este brasileiro, naturalizado português e ex-capitão da selecção nacional, fazer um golo fácil, aproveitando a infantilidade da equipa fundanense na abordagem ao lance. Os fundanenses que até ali tinham estado irrepreensíveis nas acções defensivas, claudicaram quando menos se esperava.

Poucos minutos depois do tento da igualdade Paulo Pinto teve nos pés a possibilidade de voltar a marcar, num lance muito semelhante aquele que resultou no primeiro golo, desta feita a bola passou a centímetros do poste da baliza contrária. A postura da equipa fundanense, que jogou muito rápida nas transições, conseguiu ganhar uma grande penalidade, numa pretensa falta cometida sobre Pelezinho, para Esquerda converter no segundo golo para a Desportiva do Fundão.

Foi com este resultado que se chegou ao intervalo. Não se pode dizer que era um resultado merecido, no entanto, era um resultado que premiava uma postura muito digna de todos os jogadores fundanense.Na segunda parte deste encontro, contra tudo o que as duas equipas patenteavam dentro da quadra, o resultado desequilibrou-se. Os fundanenses jogavam melhor, com mais posse de bola, boa circulação e boas movimentações, mas era o Freixieiro que marcava. Marcou aos 22 minutos por Júlio César, num remate de ângulo difícil mas que surpreendeu Carlinhos, aos 25 minutos um dos árbitros assinalou grande penalidade por ter considerado que Bruno Pereira terá jogado a bola com um braço ou com a mão. Cardinal foi chamado a converter o castigo máximo e não perdoou, colocando o Freixieiro, pela primeira vez, na frente do marcador.

Os fundanenses tiveram, no minuto seguinte, a possibilidade de voltar a igualar a partida mas Pelezinho não foi expedito. Como quem não marca sujeita-se a sofrer a Desportiva voltou a sofrer mais dois golos, um por Israel e outro, já dentro do último minuto, apontado por Cardinal.

A vitória do Freixieiro assenta-lhe bem, por ter sido mais rematadora e por ter aproveitado muito bem algumas desatenções dos fundanenses, no entanto é importante referir que a postura dos comandados de José Luís foi uma postura de quem não se rende e que acha que ainda está tudo em aberto para que possam continuar a lutar pela conquista de um dos lugares na zona dos Play-offs .

Segue-se uma paragem de três semanas, por motivo de compromissos da selecção nacional, regressando o campeonato no dia 9 de Março, com a Desportiva a receber a formação do Instituto D. João V, uma partida onde se espera que esta onda de maus resultados termine e possa partir para desfechos que garantam os principais objectivos do clube.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados