RCB/TuneIn
Quarta, 18 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
ATALAIA ?ELIMINA? PEDROG?O DO TITULO?
A luta pelo campeonato fica reduzida agora a duas equipas depois de a equipa da Atalaia do Campo ter vencido onde ningu?m o tinha feito esta ?poca?
Por Direcção RCB em 19 de Apr de 2010
A luta pelo campeonato fica reduzida agora a duas equipas depois de a equipa da Atalaia do Campo ter vencido onde ninguém o tinha feito esta época…

Foi demolidora a entrada da equipa de Joca que logo aos 4’ se adiantou no marcador num lance onde Fábio Brito ganhou na raça e descobriu Bruno Correia que aplicou um remate de pé direito que fez a bola passar por cima de Tiago que ficou pregado ao pelado num grande golo.

A equipa da Atalaia volta a estar perto de marcar apenas um minuto depois quando Fábio Brito lança Ucha e este coloca em Bruno Correia que remata fora do alcance de Tiago, com a bola a passar muito perto do poste direito.

Aos 8’, de novo a Atalaia a criar perigo com Manú a lançar pela ala esquerda, Carlitos que já em plena grande área, enche o pé mas Tiago evita males maiores.

Sem Caronho, a equipa do Pedrógão revelava muitas dificuldades para sair a jogar e era a Atalaia a estar mais tempo no meio-campo adversário.

Aos 14’, um lance muito duvidoso acontece na área do Pedrógão e que nos parece passível de grande penalidade com Fábio Brito no lance mas Ângelo Correia marcou falta, se considerou simulação, teria de ter mostrado o segundo amarelo que ficou no bolso talvez para compensar o primeiro mal mostrado numa jogada muito duvidosa.

A equipa de Joca vai chegar ao segundo golo aos 21’ num livre de Hugo Brito que Tiago defende para a frente e surgem três jogadores para marcar na cara do guardião da casa com Ucha a oferecer o golo a André Cunha que não perdoou.

Com apenas 21’ de jogo, a Atalaia vencia por 2-0 e o Pedrógão começa então a reagir com Xana a lançar Fábio Portugal para o lugar de Mateus e aos 26’, a equipa da casa vai reduzir por David Marques num lance de bola parada com o desvio de cabeça a bater Valezim e a relançar o jogo.

O Pedrógão passou a pressionar mais a Atalaia do Campo no seu meio-campo e ainda antes do intervalo vai dispor de uma grande oportunidade para empatar quando o cruzamento para a área encontra David que de primeira dispara ao poste direito e na recarga, a bola acaba por sair ao lado.
O segundo tempo prometia e logo aos 55 segundos, Tony em boa posição remata por cima e nova grande oportunidade gorada.

De bola parada respondem os visitantes por Hugo Brito que de livre na esquerda, remata por cima da barra.

Na mesma moeda respondem os homens da casa num livre de Roque que Valezim desvia sobre a barra.

Na cobrança do canto na esquerda, toda a gente se esquece de David Marques que remata ao poste mais distante e restabelece a igualdade.

Era excelente o espectáculo a que estávamos a assistir e tudo voltava a estar empatado numa partida digna de dois candidatos ao título.

Aos 18’ surge o génio de Ucha pela ala esquerda, entra na área, tira dois adversários do caminho e remata muito perto do poste direito da baliza do Pedrógão.

O jogo parecia partido pois o Pedrógão dava tudo em busca da cambalhota no marcador e isso poderia abrir espaços para a resposta da Atalaia e seria num desses lances que Bruno iria dar a machadada final nas aspirações da equipa do concelho de Penamacor.

Aos 24’, João Morais chega atrasado a um cruzamento da ala direita do ataque e aos 30’, Ucha faz aquilo que não costuma acontecer que é falhar um golo feito num lance que começa na direita com o cruzamento a passar em frente á baliza e ao segundo poste, de baliza aberta, Ucha remata ao lado para desespero do banco forasteiro.

E chega o golo da vitória, cravados 35’ no cronómetro, com Ucha a fugir pela esquerda, a trabalhar bem sobre dois adversários e o seu cruzamento vai encontrar ao segundo poste Bruno Correia que sem marcação atira para o fundo das redes de Tiago Ramos.

O jogo não mais iria sofrer alteração e com esta vitória a Atalaia deixava fora da corrida, o Pedrógão num jogo de grande categoria de ambos os conjuntos.

MVP: Bruno Correia foi a chave da vitória, marcando o primeiro golo e o terceiro golo numa partida de grande classe de um homem da Atalaia, dedicando os seus golos aos adeptos…

PEDROGÃO: Vencedor da fase regular, a equipa de Xana disse adeus ao sonho do título e agora resta dignificar o nome do clube até aqui numa partida onde os da casa deram tudo mas onde houve erros a mais e se notou a ausência de Caronho…

ATALAIA: A equipa de Joca entrou de rompante num campo onde ninguém tinha passado, mostrando ser um forte candidato e mesmo depois de sofrer o empate, acreditou sempre que chegaria á vitória…
A: Ângelo Correia fez um trabalho com alguns erros técnicos e quanto a nós sem critério a nível disciplinar.

Um lance duvidoso na área do Pedrógão aos 14’, um fora-de jogo mal tirado a Ucha no segundo tempo e algumas entradas que deveriam ter sido punidas com cartões não sancionadas numa tarde algo irregular de um árbitro que já no jogo frente ao Sernache havia revelado algumas lacunas mas a nota positiva vai pelo facto de não ter influência no resultado final mas poderia ter feito bem melhor…

Luís Teixeira

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados