RCB/TuneIn
Quarta, 18 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
LUÍS CORREIA COMEÇA A SER JULGADO
Rádio Cova da Beira
O Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Castelo Branco começa a analisar esta terça-feira o processo interposto pelo Ministério Público que pede a perda de mandato do presidente da câmara municipal albicastrense, Luís Correia.
Por Paulo Pinheiro em 21 de May de 2019

Em causa está a celebração de contratos entre a autarquia de Castelo Branco e empresas familiares do presidentes. Em Maio de 2018, o jornal Público divulgou que Luís Correia assinou dois contractos com uma empresa detida pelo pai, uma situação que pode configurar uma violação da lei.

Na altura, o autarca de Castelo Branco afirmou ao jornal ter sido "um  lapso evidente e ostensivo" e explicou que o último daqueles dois contractos, o que data de 2015, "apesar de ter sido mantido na plataforma electrónica" dos contractos públicos, tinha sido por si anulado depois doe verificado o "lapso cometido"  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados