RCB/TuneIn
Terça, 18 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“PRECISAMOS DE DEPUTADOS QUE DEFENDAM OS INTERESSES DO PAÍS”
Rádio Cova da Beira
O secretário geral do PS considera que as eleições europeias do próximo dia 26 de Maio são fundamentais para que Portugal possa reforçar a sua voz na Europa e não ser submetido a mais políticas de austeridade.
Por Nuno Miguel em 18 de May de 2019
António Costa marcou presença num jantar de apoio à candidatura socialista que reuniu mais de quatro centenas de pessoas na Covilhã e onde considerou que neste acto eleitoral é fundamental dar mais força ao PS para que possam continuar a ser cumpridos os compromissos assumidos junto de todos os cidadãos “estas são eleições essenciais porque é mesmo preciso apoiar a Europa, para que ela seja forte e possa continuar a apoiar o nosso desenvolvimento. Precisamos no parlamento europeu de deputados que defendam efectivamente Portugal e os portugueses e não de quem venha impor para o nosso país as políticas de austeridade que tanto violentaram Portugal. È preciso nestas eleições dar forma ao PS para que o país se possa manter no rumo certo”.  
O também primeiro ministro refere que nos três anos em que desempenhou funções como ministro das infraestruturas, Pedro Marques fez mais pelo desenvolvimento do interior do que Paulo Rangel na última década como deputado europeu “em dez anos de presença no parlamento europeu, pergunto o que fez Paulo Rangel pelo interior do país para além de ter vindo agora passear-se de helicóptero? Só nestes três anos e relativamente a este distrito, Pedro Marques tomou decisões fundamentais. Colocou o IC 31 no plano nacional de investimentos, colocou em obra a ligação ferroviária entre a Covilhã e a Guarda e garantiu mais 1700 milhões de euros para todo o interior só para criar empresas e emprego. Fez mais Pedro Marques em três anos do que eles em dez anos de parlamento europeu”   
De resto, António Costa refere que o interior do país vai continuar a ser uma prioridade ao nível da governação “nós quando falamos de interior, vamos a Proença-a-Nova buscar um grande presidente de câmara e nomeá-lo para o governo como secretário de estado para a valorização do interior. Mas o João Paulo Catarino não foi para Lisboa. Colocámos a secretaria de estado em Castelo Branco porque é no coração do interior que nós construímos o desenvolvimento desta região. E não se tratou só de criar uma secretaria de estado mas sim de ter uma visão e uma estratégia para todo este território”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados