RCB/TuneIn
Domingo, 19 Mai 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“TEMPOS SÃO DE DIFICULDADE”
Rádio Cova da Beira
A presidente da união distrital das instituições particulares de solidariedade social espera que possam chegar a bom porto as negociações entre o governo e as IPSS para a atribuição dos apoios financeiros para 2019.
Por Nuno Miguel em 16 de May de 2019
Na cerimónia de tomada de posse para um novo mandato à frente da união distrital, Maria de Lurdes Pombo refere que apesar de todo o trabalho efectuado pelas instituições em prol de que mais precisa os tempos não são fáceis e muitas delas estão a sentir dificuldades em prosseguir o seu trabalho “temos dificuldades, não estamos em tempos fáceis e a sustentabilidades das instituições é uma das preocupações da CNIS e neste momento estão a decorrer as negociações entre os órgãos representativos do sector social com o governo para se definir o valor que este ano as instituições irão receber com retroactivos a Janeiro. Esperamos que essas negociações cheguem a bom porto porque neste momento há muitas instituições que sentem dificuldades em prosseguir com o seu trabalho”. 
Só no distrito de Castelo Branco o sector social gere cerca de 80 milhões de euros. Dados avançados nesta cerimónia pelo director do centro distrital de segurança social. Melo Bernardo classificou como extraordinário o trabalho realizado por todas as instituições e que empregam mais de cinco mil e 500 pessoas “o sector social no nosso distrito tem um investimento global de 80 milhões de euros e já criou mais de 5500 postos de trabalho e isso sem contabilizar as prestações de serviços com médicos, enfermeiros e outras áreas. Em termos do distrito parecemos quase uma multinacional mas com uma particularidade; enquanto as multinacionais se deslocalizam de acordo com o maior rendimento para as suas empresas, nós não deslocalizamos os postos de trabalho que criamos. A nível de alguns concelhos já há IPSS´S que, sozinhas, tem mais funcionários a trabalhar que as câmaras municipais que normalmente costumam ser a principal entidade empregadora”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados