RCB/TuneIn
S√°bado, 25 Mai 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
LEILÃO DE CEREJAS SUPEROU EXPECTATIVAS
Rádio Cova da Beira
Primeiras cerejas da campanha de 2019 do Fund√£o foram arrematadas esta manh√£ em leil√£o por 350 euros. A iniciativa foi promovida pela c√Ęmara municipal e deu o pontap√© de sa√≠da para um conjunto de actividades que, ao longo das pr√≥ximas semanas, v√£o dinamizar um dos principais ¬ęex libris¬Ľ do sector agr√≠cola do concelho.
Por Nuno Miguel em 14 de May de 2019
O primeiro lote foi arrematado pelo empresário Carlos Alegria, revertendo agora essa verba para o projecto de construção da estrutura residencial que a APPACDM do Fundão está a levar por diante “o fim é importantíssimo e o fim para que essa verba se destina é para mim um gosto e com muito prazer que o faço. Dentro do nosso grupo nós também ajudamos as «Cercis». Temos uma quinta e normalmente oferecemos fruta e legumes para esse tipo de instituições de acção social e é com muito prazer que o fazemos. Aqui o que é engraçado é que estas cerejas são inovadoras pelo tamanho e pelo calibre. Ainda não as provei mas tenho a certeza que o sabor é também muito bom”.  
Já o presidente da câmara do Fundão não esconde a satisfação pelo facto de o valor de arrematação ser um recorde, o que comprova a dimensão que a marca tem vindo a atingir “é um recorde absoluto, não sei se será um valor do livro do «Guiness» mas seguramente representa também a valorização de uma marca. Por isso estamos super orgulhosos, sendo que este valor também encaixa dentro da responsabilidade social e vai reverter para a residência que a APPACDM está a fazer mas é também uma acção com carácter promocional e cumpriu, de longe, aquilo que era a nossa expectativa”.   
Actualmente no Fundão são produzidas cerca de sete mil toneladas de cereja por ano em cerca de dois mil hectares de cerejal. Um fruto que representa cerca de 20 milhões de euros para a economia local e Paulo Fernandes acredita que 2019 vai ser um ano com uma boa campanha “parece-me que vamos ter um ano bom. Obviamente que há sempre algumas perdas no início da campanha mas eu espero que esse ano bom signifique um bom preço pago aos produtores. Muitas vezes o mais importante não é a quantidade que, no caso do nosso concelho se aproxima às sete mil toneladas por ano, temos dois mil hectares em produção o que é uma área excepcional. A cereja hoje para nós representa cerca de 20 milhões de euros para a economia local e isso é importante para os nossos produtores até porque já se diversifica em muitos produtos”.   
O investimento nas acções promocionais da cereja do Fundão vai rondar este ano os 40 mil euros e para as próximas semanas estão já agendadas várias iniciativas “estamos já a preparar uma acção com o mercado de proximidade em Paris para meados de Junho e vamos para os mercados. Hoje há um grande movimento no sentido de os mercados estarem novamente na moda, sobretudo dentro da cidade de Lisboa, e vamos ai concentrar grande parte das nossas acções. Também vamos fazer mais acções nos mercados do grande Porto porque consideramos que é uma área em que ainda podemos crescer. Para além disso também manter a parceria com os nossos «chefs» de restaurantes por esse país fora e continuar a nossa campanha de valorização dos usos múltiplos da cereja”.   
Mas para além do fruto, também a diversificação de produtos associados à cereja é outra das apostas. Paulo Fernandes deixa como exemplo a inauguração de uma nova unidade de fabrico de compotas que vai abrir portas nas próximas semanas “vamos abrir uma grande fábrica de compotas que já tinha uma marca muito conhecida no Fundão, os «Sabores da Gardunha» mas que agora vai dar um salto enorme e vamos abrir essa nova unidade que aumenta de forma brutal aquilo que é a capacidade de produção e transformação das nossas frutas de excelência da Cova da Beira. E queremos que os circuitos do turismo e da gastronomia se continuem a consolidar porque o «cluster» da cereja do Fundão está com muita saúde e para perdurar”.    
No final deste leilão, o autarca anunciou ainda que na próxima quinta-feira vai estar reunido com responsáveis da direcção geral do desenvolvimento rural tendo em vista ultimar os procedimentos para a apresentação da candidatura à concretização do alargamento do regadio da Cova da Beira à zona sul da Serra da Gardunha. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados