RCB/TuneIn
Sábado, 25 Mai 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
REJUVENESCIMENTO DA AGRICULTURA ABAIXO DA MÉDIA EUROPEIA
Rádio Cova da Beira
Jovens agricultores têm vindo a aumentar, mas sempre atrás da média europeia. Apesar disso tem havido uma evolução na última década, quando a agricultura começou a estar na moda.
Por Paula Brito em 10 de May de 2019

Segundo o director geral da Associação de Jovens Agricultores de Portugal, os dados que existem são calculados em função dos apoios comunitários dados aos jovens agricultores.

“Até ao Proder, os jovens agricultores eram 2,5% dos agricultores do país, a média europeia estava nos 7%. Foi preciso fazer muito esforço e com o Proder conseguimos  passar esta percentagem para os 4%, mas a média europeia anda nos 12%. Houve uma evolução mas sempre bastante atrás da média comunitária.”  

Segundo Firmino Cordeiro, esta evolução ocorreu na última década, quando a agricultura começou a estar na moda.

“Na altura havia apoios para o regresso à terra, não havia era apetência pela agricultura. A actividade agrícola, em Portugal, passou a ser tratada com mais moda há uma década. Eu acho, e ainda bem, que o país tornou-se mais produtor, hoje exportamos azeite, não éramos auto suficientes, exportamos vinhos, também não éramos auto-suficientes, só éramos exportadores basicamente de cortiça.”

Hoje a agricultura está em alta e foi a actividade que, segundo aquele responsável, aguentou o país em tempos de crise.

“Esta avalanche de agricultores, com a modernização dos que já existiam, com o regadio do Alqueva, tornou a agricultura mais competitiva, e algumas regiões mexeram-se, como as regiões vitivinícolas, e foi a agricultura que não deixou ir o país abaixo.”

O director geral da AJAP falava no fórum sobre modernização da agricultura, promovido pelo Crédito Agrícola e Associação de Jovens Agricultores de Portugal que decorreu no auditório da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Fundão.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados