RCB/TuneIn
Sábado, 24 Ago 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CMB APROVA RELATÓRIO DE GESTÃO
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal de Belmonte fechou as contas de 2018 com um resultado líquido negativo do exercício na ordem de um milhão e 900 mil euros. Os números fazem parte do relatório de gestão da autarquia e que foi aprovado por unanimidade na última reunião pública do executivo.
Por Nuno Miguel em 23 de Apr de 2019
Embora sublinhe o esforço financeiro realizado no ano passado, que reduziu em cerca de 700 mil euros o resultado líquido negativo em relação a 2017, o presidente da autarquia belmontense admite que “esta não era a conta de gerência que eu gostaria de ter mas foi a possível devido a alguns constrangimentos que tivemos ao nível de aprovação de candidaturas pelas entidades competentes. Mas não escondo que gostaria de ter uma conta de gerência melhor. Temos algumas preocupações que temos de superar e o problema mais grave já toda a gente sabe que é o da água”. 
A maior parte deste resultado líquido negativo está relacionado com a dívida da autarquia ao sistema multimunicipal das “Águas do Tejo”. António Dias Rocha sublinha que em 2019 a questão do controlo orçamental vai ser ainda mais apertada e as taxas de execução tem de ser iguais ou superiores a 85 por cento uma vez que, com o acordo a que os municípios já chegaram com o governo, a câmara de Belmonte vai ultrapassar a sua capacidade de endividamento “sabemos que a nossa capacidade de endividamento é ultrapassada mas consentida pelo governo. Não estamos a falar apenas de Belmonte mas de um conjunto grande de municípios de todo o país. Acredito que vamos superar este problema com o apoio das nossas populações porque temos a noção que não é possível continuar a ter a tarifa de água que hoje temos, até porque qualquer um dos municípios nossos vizinhos tem uma tarifa muito superior”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados