RCB/TuneIn
Segunda, 17 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
DESAFIO LANÇADO
Rádio Cova da Beira
O vereador do CDS/PP na c√Ęmara da Covilh√£ desafia a maioria socialista a apresentar uma candidatura para que a Covilh√£ possa ser capital europeia da cultura em 2027. Na √ļltima reuni√£o p√ļblica do executivo, Adolfo Mesquita Nunes refere que esse passo j√° foi dado por v√°rias autarquias de Portugal e da Litu√Ęnia, que v√£o ser os pa√≠ses sede dessa iniciativa e desafia a c√Ęmara da Covilh√£ a apresentar tamb√©m um projecto nesse sentido.
Por Nuno Miguel em 26 de Mar de 2019
“A Covilhã está a fazer um investimento, com todas as dúvidas que eu possa ter, estrutural no campo da cultura e tendo em conta o tempo que ainda falta para o evento mas que é preciso preparar já, esta podia ser uma boa oportunidade para que a Covilhã pudesse passar a contar com uma programação cultural mais coerente. Por isso era um incentivo que o município visse na capital europeia da cultura, cujas candidaturas tem de ser feitas agora, uma boa oportunidade de promover o interior do país e apresentasse a sua candidatura porque já várias outras cidades do interior anunciaram que o iriam fazer. É esse o repto que eu aqui deixo”.   
Uma oportunidade que o município tem estado a analisar, refere a vereadora com o pelouro da cultura na autarquia covilhanense. Regina Gouveia sublinha que “efectivamente pode ser uma oportunidade e nós estamos atentos a ela. Vamos fazer tudo o que for possível para não ficarmos de fora até porque, com o novo teatro, vamos ter um novo paradigma da cultura na Covilhã e da Covilhã”.   
Também o presidente em exercício da autarquia covilhanense se pronunciou sobre o tema. José Armando Serra dos Reis entende que “é um assunto que todos nós devemos tratar. E eu entendo que as candidaturas, mesmo que não sejam aprovadas, já nos obrigam a um grande trabalho para elaborar um plano cultural. Evidentemente que é sempre difícil uma vez que há muita gente a querer a capital europeia da cultura mas eu defendo que devemos apresentar uma candidatura. Mesmo que ao extremo ela não seja aprovada, trás mais valia porque nos obriga a reflectir profundamente sobre essa matéria”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados