RCB/TuneIn
Sexta, 23 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
REDE DE JUDIARIAS VAI A VOTOS
Rádio Cova da Beira
A associação da rede das judiarias de Portugal vai a votos durante o próximo mês de Abril. O prazo foi avançado pelo presidente da câmara de Belmonte, entidade que preside àquele organismo, no final da última reunião pública do executivo.
Por Nuno Miguel em 26 de Mar de 2019
Durante esta semana os órgãos sociais vão reunir para fazer o balanço do trabalho efectuado e embora não queira antecipar uma eventual recandidatura ao cargo, António Dias Rocha admite que nos últimos tempos a actividade da rede foi menos intensa devido ao processo judicial que está em curso, em que um antigo consultor do organismo, é acusado de desvio de verbas “o momento actual transmite que a rede foi depauperada financeiramente e se não há dinheiro não se pode fazer grande coisa enquanto não se recuperar aquilo que temos de recuperar. Não fomos à feira onde era hábito estarmos presentes em Israel. Se não há dinheiro não se faz, temos calma. Vai haver agora também eleições para a rede, durante esta semana vamos receber em Belmonte uma reunião da direcção da rede, vamos reflectir sobre tudo o que tem havido e depois vamos ver o que acontece”.   
Apesar desta situação, o presidente da câmara de Belmonte refere que a rede tem vindo a preparar novos projectos e espera que em 2020 o trabalho que estava a ser realizado venha a ter um novo impulso “o trabalho da rede tem continuado mas a rede de judiarias estava presa a um projecto grandioso que era o EE Grands. Ele terminou, vai agora começar um novo e discretamente estamos a trabalhar para apresentar candidaturas a programas nacionais e ao novo EE Grands e esperamos que tenha condições para ser aceite. Naturalmente que para isso precisamos de parceiros como o turismo do centro ou a secretaria de estado do turismo. Temos também dialogado com as embaixadas na Noruega e de Israel e por isso o nosso trabalho continua. Não queremos é andar nas bocas do mundo e muito menos pelas razões em que andámos”.   
Sobre o processo judicial que envolve o antigo consultor da rede, António Dias Rocha refere que essa matéria está entregue aos tribunais e espera que a justiça actue de uma forma célere para que a organização deixe de ser falada por esse motivo.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados