RCB/TuneIn
Quinta, 27 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
DISTRITO É EXEMPLO DO CRESCIMENTO DO BE
Rádio Cova da Beira
Não é possível construir um partido a partir de Lisboa, disse no Fundão Mariana Mortágua. Na abertura da sede do núcleo do Bloco de Esquerda, a deputada salientou a importância do trabalho local para o crescimento externo e interno do partido.
Por Paula Brito em 18 de Mar de 2019

"As transformações e o que trouxemos de novo à política no país, podemos trazer também de novo às câmaras municipais e juntas de freguesia, mas há outra razão para este trabalho local ser tão importante, é que se o BE quer ser uma força maioritária no país, então tem de conhecer o seu território, e ter gente em todo o país, não há um partido a partir de Lisboa, isso não é possível construir.”

A abertura da sede do núcleo no Fundão e o distrito de Castelo Branco representam um bom exemplo do crescimento do Bloco de Esquerda nos últimos quatro anos.

“É um distrito onde o BE tinha muito pouca representação há cinco anos, onde tinha muita pouca representação local, com poucos núcleos fundados, com pouca actividade e dinamismo, e a prova disso é que estamos a abrir uma sede do Bloco no Fundão.”

A nova sede vai ser um espaço de debate, que vai trazer mais responsabilidade ao Bloco de Esquerda do Fundão, disse na abertura do núcleo António Fiúza.

“Este será um espaço aberto a todas as pessoas, um espaço de debate, onde se criarão propostas para melhorar a qualidade de vida dos fundanenses, iremos abrir as portas da sede duas vezes por semana, em dias ainda a definir, para receber as pessoas.”

Candidata nas listas do BE ao parlamento europeu, a também deputada municipal, Cristina Guedes, enumerou os problemas a que o bloco deve  estar atento na área do ambiente, um dos três eixos em que se baseia o programa do Bloco para as eleições europeias.

“Temos que estar alerta, porque temos aqui alguns riscos e nós temos que bater pé. Estou a falar-vos da central de biomassa, da serra da Argemela, da situação do Cabeço do Pião, que o BE já questionou o governo relativamente a isso, estou a falar-vos da barragem do Alvito, da Turiestrela e do prejuízo ambiental…”

Para além do ambiente, o estado social e o trabalho, completam os eixos que suportam o programa do Bloco de Esquerda para as próximas europeias.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados