RCB/TuneIn
Quinta, 15 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
PEDRÓGÃO VENCE FUNDÃO
Depois de duas derrotas, o Pedrógão regressa às vitórias com um grande golo de Hélder Correia a dar os três pontos frente a um Fundão que vendeu cara a derrota…
Por José Joaquim Ribeiro em 29 de Mar de 2010

Nos dois confrontos da fase regular, a equipa do Pedrógão havia batido sempre a Desportiva por um golo sem resposta e era com expectativa que se aguardava a reacção do Pedrógão após duas derrotas seguidas na prova, algo inédito esta temporada.

 

A equipa forasteira entrou bem no jogo, tentando surpreender os comandados de Xana com lances em velocidade pelas alas mas foi o Pedrógão a fazer o primeiro remate á baliza num livre na esquerda e com Caronho a rematar por cima.

 

Na resposta, Chiquinho ganha a bola a um contrário e atira por cima da barra do Pedrógão.

 

O primeiro grande “bruá” de golo vai surgir aos 12’ quando Tony fica só com João Augusto pela frente mas de forma incrível, atira por cima com tudo para marcar.

De novo a resposta vem pelos pés da dupla João Mateus-Ricardo Morais com o atacante fundanense a rematar cruzado com muito perigo junto ao poste esquerdo da baliza do Pedrógão.

 

Apesar de não ter golos, a partida era agradável, bem jogada e com espaços para ambos os conjuntos procurarem o golo mas a tarde não esteve de feição aos ataques de ambas as equipas.

 

O Pedrógão sempre que dispunha de lances de bola parada, criava perigo e aos 26’, o livre na esquerda de caronho vai encontrar Mário Pina mas o capitão do Pedrógão deixa-se antecipar, na cara de João Augusto e não consegue o golo.

 

Aos 31’, eis de novo a resposta, agora por Chiquinho que remata com espaço na esquerda da área mas o esférico sai á figura de Tiago Ramos.

 

Em cima do intervalo, surge um ataque pela esquerda e o cruzamento de Leonel sai para David Marques mas este atrapalha-se e não chega á bola e depois na recarga, é João Augusto a não facilitar.

 

A segunda parte prometia pois o Pedrógão queria ganhar, tal como a Desportiva mas nos primeiros 10’ após o intervalo, o futebol desapareceu, com muita bola pelo ar, mau futebol e algum excesso que Luís Cruz deixou passar, não estando disposto a ir ao bolso mas lances com Rui Reis ou Mário Pina, mereciam sanção disciplinar.

 

Com tanto equilíbrio entre os dois conjuntos, só um lance de génio ou uma infelicidade defensiva poderiam pender a balança para uma das partes e aos 11’, Hélder Correia, ganha espaço e a mais de 30 m da baliza, enche o pé com a bola a bater á frente de João Augusto que nos pareceu mal batido e estava inaugurado marcador.

 

O Fundão tenta então pegar no jogo, sem nada a perder e aos 18’, Ricardo Morais remata com muito perigo junto ao poste direito da baliza da equipa da casa e já com Ricardo Santos em campo, é do ex-Unhais da Serra, o grande tiro em arco aos 25’ que permite boa defesa de João Augusto a evitar o golo dos da casa.

A partir desta fase, pareceu haver uma quebra na equipa visitante a nível físico mas a tarde era de enorme desinspiração na frente de ataque dos da casa.

 

Os derradeiros lances de perigo vão surgir nos últimos 5’ de jogo, primeiro aos 40’ quando o recém-entrado David Almeida faz um trabalho brilhante na esquerda e depois de sentar Tiago, atira á base do poste direito e já em descontos, João Morais que costuma entrar muito bem nos jogos, ganha na área e remata ao poste esquerdo e já com João augusto fora da jogada, e de baliza aberta, remata para fora.

 

Em suma um resultado que acaba por premiar um Pedrógão que foi feliz na forma como chegou ao golo, continuando na luta e só dependendo de si para vencer a prova…

MVP: Hélder Correia acaba por ser a figura do jogo, muito seguro na defensiva, e teve mérito na forma como acreditou e com uma “bomba”, deu os três pontos á sua equipa…

 

PEDROGÃO: A equipa parece ainda não se ter recomposto dos dois desaires, com um meio-campo algo desinspirado e um ataque em tarde não, foi a defesa a ser a melhor parte da equipa e foi o seu lateral a carimbar a vitória, muito importante para as aspirações da equipa da casa…

 

ADF: Deixou muito boa imagem, vendendo cara a derrota e jogando sempre á procura de outro resultado mas acaba por sofrer frente ao Pedrógão, a sua terceira derrota da temporada em outros tantos jogos e agora resta fazer como no Pedrógão e continuar a honrar a camisola fundanense…

 

 Luís Cruz teve um trabalho muito positivo, com alguns erros é verdade, quer técnicos, quer disciplinares mas que no computo geral, não mancham uma actuação facilitada pelos atletas de ambos os conjuntos…

 

Luís Teixeira

        

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados