RCB/TuneIn
Segunda, 18 Mar 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
ESCALADA: RAIA AVENTURA ESTEVE NA NAUTICAMPO 2019
Rádio Cova da Beira
De 20 a 24 de fevereiro decorreu em Lisboa(FIL) a Nauticampo 2019(maior sal√£o nacional ligado ao desporto, lazer e aventura). O certame contou com a presen√ßa dos √ļnicos representantes da Beira Interior ligados √† escalada e canoagem. Falamos da Associa√ß√£o Clube Raia Aventura e Associa√ß√£o de Clubes de Canoagem da Regi√£o da Beira Baixa, √† qual apresentaram as suas diversas actividades.
Por Miguel Malaca em 26 de Feb de 2019

O destaque vai no entanto para a apresentação de dois documentos relacionados com a prática das duas modalidades na nossa região.

Comecemos pelo "Roteiro de Escalada da Beira Interior".

A apresentação do documento elaborado pela secção de escalada da Associação Clube Raia Aventura esteve a cargo do professor Mário Rebordão.

Em nota à comunicação social, aquele responsável referiu que " ao elaborarmos este roteiro pretendemos criar um roteiro que fosse útil para todos os que gostam da escalada, divulgando as vias nos magníficos espaços existentes na nossa região, a Beira Interior. Na região dá para fazer a escalada simples como a pro, com classificações do Top (7C e 8)". Disse.

Mário Rebordão deixou ainda agradecimentos aos municípios e outras entidades que se integraram e apoiaram a iniciativa.

Fundão, Oleiros, Idanha-a-Nova, e Proença-a-Nova, Turismo do Centro, IPDJ(Instituto Português do Desporto e Juventude), e FPME(Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada) e à RVJ Editores.

No que diz respeito à canoagem, o presidente da direcção da Associação de Clubes de Canoagem da Região da Beira Baixa, apresentou o documento relacionado com o Rio Zêzere: "Descida do Zêzere - Riverbook".

"O Rio Zêzere, é um dos cursos naturais nacionais, onde se pratica canoagem, este riverbook é uma "ferramenta" para auxiliar e facilitar todos os praticantes a fazer uma navegação segura neste rio. O projecto abrange inicialmente o troço de Silvares/Barroca do rio, mas pretende-se abranger outros troços deste mesmo rio e de outros rios, baseando-se na descrição e caracterização de uma forma homogénea as "dificuldades" que o rio apresenta".

Nuno Mateus finaliza dizendo que " este documento só foi possível graças ao apoio do Município do Fundão, Freguesias de Silvares e Barroca, para além do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), e da empresa Waterfall". Pode ler-se na missiva enviada à RCB.

 

 

 

 

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados