RCB/TuneIn
Quinta, 12 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
BVF AMBICIONAM MAIS EIP´S
Rádio Cova da Beira
A direcção e comando dos Bombeiros Voluntários do Fundão pretendem que a corporação possa vir a ter mais uma ou duas Equipas de Intervenção Permanente (EIP). Um desejo expresso na última assembleia geral da associação.
Por Paulo Pinheiro em 25 de Feb de 2019

A reunião magna dos associados dos Bombeiros Voluntários do Fundão aprovou por unanimidade e aclamação, por proposta do conselho fiscal, o relatório e contas apresentado pela direcção referente a 2018.

Um ano caracterizado pela diminuição de ocorrências de incêndio no concelho, um aumento do serviço de transporte de doentes e pela entrada em funcionamento da Equipa de Intervenção Permanente. De acordo com o relatório apresentado, 2018 foi o ano em que os bombeiros do Fundão registaram maior volume de receitas


“Foi um ano em que na área da prestação de serviços, nomeadamente em transportes, tivemos um aumento significativo de receitas (951 viagens de longo curso em 2017 e o ano passado 1220 – um aumento de cerca de mais 300 transportes). De facto, atingimos o valor máximo de receitas de sempre, em termos absolutos, desta associação para o qual muito contribui a entrada em funcionamento da EIP”, refere o presidente da direcção dos BVF.

 

Para Carlos Jerónimo, a EIP “é um valor acrescentado para a corporação” sendo necessário pensar na criação da segunda equipa

“Uma equipa é bom e o trabalho aí está, mas duas equipas permitiam que durante 16 horas por dia tivessem aqui no quartel cinco bombeiros profissionais em permanência, o que dá mais descanso às populações. Três EIP´s seria o ideal e qualquer direcção que esta casa tenha tem que trabalhar com esse objectivo”, defende aquele responsável.

 

Também o comandante dos voluntários do Fundão partilha da ideia do aumento do número de equipas permanentes na associação

“Actualmente, a equipa que temos apenas nos permite cobrir oito horas por dia. Muito bom seria termos duas equipas para alargar para 16 horas diárias o período com bombeiros prontos a responder. O ideal eram três EIP´s para assegurarmos as 24 horas e aí com condições muitas vantajosas para podermos trabalhar e darmos maior segurança e tranquilidade à população”, explica José Sousa.

 

O comandante da corporação fundanense espera que no aniversário deste ano ingressem nos BVF 26 novos elementos. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados