RCB/TuneIn
Quinta, 22 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“ESTAMOS A SER DUPLAMENTE PENALIZADOS”
Rádio Cova da Beira
O reitor da universidade da Beira Interior mostra-se muito preocupado pelo facto de o orçamento de estado não definir as verbas compensatórias que vai atribuir às instituições de ensino superior em virtude da diminuição do valor das propinas.
Por Nuno Miguel em 24 de Feb de 2019
Em declarações à RCB, António Fidalgo sublinha que, no caso da UBI, essa diminuição de receitas pode chegar aos dois milhões de euros e por isso não esconde a sua preocupação pelo facto de o orçamento prever medidas compensatórias mas sem quantificar o valor “no orçamento de estado está indicado que as universidades irão receber; o que não está lá é o montante. Obviamente que isso me preocupa muito porque eu sinceramente duvido que o estado vá ressarcir as universidades do montante em falta e, no nosso caso, se falarmos dos mestrados integrados isso representa uma diminuição à volta de dois milhões de euros”.    
O reitor da UBI acrescenta que esta situação representa uma dupla penalização para a instituição, que vê diminuir a sua capacidade de angariar receitas próprias ao mesmo tempo que se mantém o critério do histórico para o financiamento das instituições de ensino superior “a UBI é uma das instituições onde o valor das receitas próprias, nomeadamente das propinas, tem mais peso. Agora o estado corta-nos nas propinas e depois não nos dá o valor do orçamento de estado que nos é devido uma vez que está baseado no critério do histórico. Isso é penalizar-nos de duas maneiras. Não corrige a assimetria que existe ao nível do nosso financiamento que é uma situação extremamente gravosa e agora faz-nos baixar o valor das nossas receitas próprias”.   

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados