RCB/TuneIn
Domingo, 25 Ago 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“POSIÇÃO TEM RASGOS DE TOTALITARISMO”
Rádio Cova da Beira
A concelhia da Covilhã do Bloco de Esquerda acusa a câmara municipal de não estar a respeitar o exercício do direito de oposição. Em causa está o facto de a autarquia ainda não ter dado qualquer resposta à participação enviada pelo BE à comissão de acesso aos documentos administrativos em relação aos números de abates e esterilizações de animais efectuados pelo canil municipal em 2017.
Por Nuno Miguel em 21 de Feb de 2019
Em declarações à RCB, Rui Lino recorda que antes do envio desta participação, por várias vezes o Bloco de Esquerda questionou o executivo sobre o assunto mas até agora não obteve qualquer resposta “estes dados são públicos e toda a gente devia ter acesso aos documentos e aos dados que nós solicitámos. O certo é que reiteradamente a câmara da Covilhã continua a esconder, não sabemos bem com que intenção, o acesso que nós pedimos a esses dados. Este executivo camarário está em total desrespeito com a lei e com os cidadãos que querem ter acesso a dados que são públicos. É uma posição que tem rasgos de totalitarismo e de algum secretismo que é feito em relação a determinados dados”. 
O dirigente da concelhia da Covilhã do Bloco de Esquerda garante que se a autarquia continuar a recusar a facultar os elementos solicitados, vão ser tomadas outras medidas até que o problema esteja resolvido “neste momento já estamos em contacto com os serviços jurídicos da nossa sede nacional, que nos estão a dar apoio nesta situação, e que nos apontem quais os próximos passos que podemos dar. É uma situação que, a bem da democracia e do respeito pelas pessoas, nós não podemos continuar a compactuar com ela e não se pode continuar a verificar”.    

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados