RCB/TuneIn
Segunda, 09 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“CONTINUAR O TRABALHO COM UMA NOVA DINÂMICA”
Rádio Cova da Beira
O novo coordenador distrital dos Trabalhadores Social Democratas considera que é necessário imprimir uma nova dinâmica de funcionamento àquela estrutura na região.
Por Nuno Miguel em 19 de Feb de 2019
Eleito para o cargo no passado dia oito de Fevereiro, Luís Santos sublinha que os TSD têm vindo a perder alguns militantes ao longo dos últimos anos e considera determinante inverter essa situação, sem esquecer todo o trabalho realizado pela estrutura que, durante vários mandatos, foi liderada pelo médico João de Deus “o objectivo desta equipa é dar continuidade ao trabalho que já foi realizado, incutindo-lhe naturalmente uma dinâmica própria de um grupo constituído por gente jovem. A verdade é que, nos últimos anos, os trabalhadores social democratas perderam alguns dos seus militantes e um dos nossos principais objectivos é conseguir encontrar novos militantes que possam, de alguma forma, sustentar a estrutura e que possam potenciar o seu alargamento e aumentando a importância que nós queremos ter junto das organizações sindicais, das empresas e também potenciar aquilo que é a nossa intervenção junto da sociedade civil”. 
A comissão política vai reunir em breve para definir o calendário de actividades para 2019, mas Luís Santos não esconde desde já o desejo de criar uma secção dos TSD em todos os 11 concelhos do distrito de Castelo Branco “outro dos nossos objectivos passa pela criação de secções uma vez que os TSD a nível distrital não tem, muitas estruturas activas. Nesse sentido vamos trabalhar com o intuito de constituir secções nos 11 concelhos do distrito de Castelo Branco e a partir dai desenvolver o nosso trabalho e apresentar soluções em áreas como a economia, o emprego, a saúde e a educação”. 
O novo coordenador da distrital dos TSD considera ainda que estas novas funções não vão afectar o trabalho que tem vindo a desenvolver enquanto presidente da concelhia do PSD da Covilhã “penso que se tratam de funções complementares até porque grande parte da força dos TSD no distrito de Castelo Branco advém da força da secção da Covilhã. Durante muitos anos a Covilhã foi a base dos trabalhadores social democratas e isso também se reflecte na forma de constituição das próprias listas. Metade dos militantes desta nova equipa pertence à secção do PSD da Covilhã e é neste concelho que eu espero que possa ser constituído em breve o primeiro núcleo de secção dos TSD. Acredito que são funções perfeitamente complementares e é algo que vem dar mais força à social democracia covilhanense”. 
Para além de Luís Santos integram o novo secretariado distrital Nuno Miguel Henriques e Carlos Faria como vice presidentes. Maria Emília Pina vai desempenhar as funções de tesoureira. Luís Rodrigues, José Armando Ramos e Jorge Coluna são os vogais da estrutura.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados