RCB/TuneIn
Segunda, 22 Abr 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“SITUAÇÃO NÃO ME PARECE MUITO ACEITÁVEL”
Rádio Cova da Beira
Paulo Rosa, vereador do movimento “De Novo Covilh㔠questionou o executivo na última reunião privada da autarquia sobre os motivos que estiveram na base da renovação do contrato de prestação de serviços com João Aidos.
Por Nuno Miguel em 10 de Feb de 2019

Outras da categoria:

Recorde-se que o antigo director geral das artes foi contratado, ainda no anterior mandato, para acompanhar a elaboração do projecto de requalificação do teatro municipal mas viu agora ser renovado o contrato de prestação de serviços para acompanhar a execução física da obra. Uma opção que Paulo Rosa não compreende “o engenheiro João Aidos é um prestador de serviços da câmara municipal e que foi contratado para acompanhar o projecto do teatro municipal. Aquilo que me foi dito é que agora ele continua a acompanhar a execução das obras, que é algo que eu não consigo perceber, uma vez ela devia ser acompanhada pelos serviços técnicos da autarquia e não por uma pessoa que não está na Covilhã e vem cá de vez em quando. Ele continua na câmara a ser remunerado, com um contrato de prestação de serviços mas que não me foi dito o valor. Eu acho que a câmara, com as dificuldades financeiras que tem, estar a manter um contrato de prestação de serviços nestas condições é algo que não me parece muito aceitável”:  
Críticas que o presidente da câmara da Covilhã desvaloriza. Vítor Pereira refere que este novo contrato de prestação de serviços foi celebrado devido à complexidade da obra e à experiência adquirida por João Aidos noutros projectos de requalificação em todo o país “estamos a falar de uma requalificação muito complexa e que carece de aconselhamento especializado de quem tem conhecimentos científicos e técnicos para o poder fazer. Estamos a falar de uma pessoa que já foi director geral das artes, que é muito qualificada neste domínio, tal como já se pode constatar na elaboração do projecto e que agora vai também acompanhar a concretização das obras”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados