RCB/TuneIn
Quinta, 25 Abr 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
UNHAIS: FUTURO DA GNR GERA APREENSÃO
Rádio Cova da Beira
A bancada do movimento “De Novo Covilh㔠na assembleia de freguesia de Unhais da Serra continua muito preocupada com o futuro do posto da GNR naquela vila do concelho da Covilhã.
Por Nuno Miguel em 08 de Feb de 2019

O tema esteve em cima da mesa na última reunião extraordinária daquele órgão e onde os eleitos mostraram alguma apreensão pelo facto de a estrutura estar a funcionar desde 2011 em horário de atendimento reduzido e recentemente todo o serviço passou a estar centralizado no posto do Tortosendo. No final da reunião, Carlos Moreira refere que esta situação não augura nada de bom em relação ao futuro do posto de Unhais “não tenho dúvida nenhuma que as soluções passarão pelo encerramento do posto a curto prazo. Não é do meu agrado a nível pessoal nem da bancada este projecto-piloto que está ser desenvolvido. Ele não é viável para Unhais da Serra como não foi viável em lado nenhum. O que é viável para a nossa freguesia é construir um quartel novo, para o qual já existe projecto e que é adjacente à antiga escola da Terra da Senhora. Essa seria a opção que permitiria centralizar em Unhais da Serra as forças da GNR de toda esta zona”.

 

Já o presidente da junta de freguesia de Unhais da Serra não acredita que se venha a concretizar qualquer intenção de encerramento “obviamente que qualquer decisão que venha a ser tomada nesse sentido será por parte de instâncias superiores e a freguesia vai opor-se se isso se vier a verificar. No entanto eu não acredito que isso aconteça. Eu acho que o atendimento vai continuar a funcionar como até agora. Obviamente que gostaríamos de ter um serviço melhor, com brigadas toda a noite, mas sabemos que isso não é possível”. 

 

Nesta reunião do órgão, José Guerreiro reconheceu que as actuais instalações do posto não são as mais adequadas, tendo a junta de freguesia já disponibilizado o espaço da antiga biblioteca da vila para que a GNR ali possa ser instalada. O ante projecto já está elaborado e caso tenha aprovação do ministério da administração interna cabe à câmara da Covilhã realizar as obras de adaptação necessárias no imóvel “esse espaço já foi mostrado durante uma reunião que tivemos no local, o comando distrital da GNR já elaborou um croquis com tudo aquilo que é necessário implantar nessas instalações para ter condições para servir o atendimento da GNR. Tudo isso está agora dependente de aprovação por parte do gabinete técnico do ministério da administração interna. Caso exista essa aprovação as obras necessárias vão ser suportadas pela câmara da Covilhã”.  

 

Uma assembleia de freguesia em que também marcou presença o comandante do destacamento da GNR da Covilhã. Luís Moreira sublinha que a articulação existente com o posto do Tortosendo pretende dar resposta à falta de meios humanos, uma vez que o posto de Unhais conta actualmente com sete elementos mas um deles vai passar à reserva ainda este ano “ao contrário do que foi dito em Unhais não está apenas um militar mas sim sete, embora um deles vá passar à reserva durante este ano. Ora ter seis militares com períodos de férias, folgas ou uma eventual baixa que venha a ser apresentada por doença, isso pode levar que até o atendimento seja colocado em consideração. Centralizando a nomeação do serviço, que é o que está a acontecer, conseguimos garantir sempre que este posto tem um militar para atendimento e há sempre uma patrulha de ocorrência para a área dos postos de Unhais, Paul e Tortosendo”.  

 

Já o eleito do movimento “Todos Por Unhais”, José Januário não quis fazer qualquer declaração sobre o assunto.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados