RCB/TuneIn
Sexta, 23 Ago 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
AUMENTOS APROVADOS
Rádio Cova da Beira
A assembleia de freguesia de Unhais da Serra aprovou por maioria o aumento dos tarifários do valor da água para este ano. O tema esteve em cima da mesa em reunião extraordinária do órgão e para além da actualização tarifária foi também aprovada a cobrança de um valor de dois euros por contador durante um período de dois anos.
Por Nuno Miguel em 06 de Feb de 2019
Uma opção que o executivo justifica com a necessidade de efectuar obras de requalificação e alargamento da rede e que representam um investimento de 100 mil euros que vai ser repartido em dois anos. Argumentos que não convenceram os elementos da bancada do movimento “De Novo Covilhã” que votaram contra esta proposta. De acordo com o líder da bancada, Carlos Moreira “o executivo não quis ouvir a oposição nem quis ouvir a população que hoje se deslocou aqui. Foram sugeridas várias soluções para arranjar a verba que o executivo pede e eles não aceitaram. Querem arranjar dinheiro a curto prazo e a única solução é aumentar o preço da água e uma taxa adicional de dois euros por contador. É uma situação intolerável. Inqualificável. Em Unhais da Serra nunca aconteceu uma situação como esta”.    
Durante a assembleia foram apresentadas várias propostas como a cobrança de acesso à praia fluvial da vila ou de estacionamento de autocaravanas ou até a implementação de uma taxa para os turistas que frequentam a unidade hoteleira sediada em Unhais da Serra. Carlos Moreira chega mesmo a acusar o executivo de ter enganado a população, uma vez que na última campanha eleitoral nada disse sobre este aumento de tarifários “eu como unhaense e o povo em geral sente-se enganado com esta situação porque o actual presidente da junta nunca abordou o problema da água durante a campanha eleitoral e agora vem com um aumento e toda a gente está revoltada com isso. Não dá para entender esta solução mas o resultado está à vista. O executivo tem a maioria e pratica uma política do quero, posso e mando. Mas eu sinto-me completamente defraudado 
Críticas que o presidente da autarquia unhaense rejeita. José Guerreiro sublinha que actualmente a junta de freguesia regista uma receita mensal de cinco mil euros pelos 876 contadores que estão instalados na vila e sem esta actualização de tarifários não é possível dar resposta às necessidades de requalificação da rede “são necessários 100 mil euros para fazer duas intervenções. A primeira é nos reservatórios até à fonte da fome onde há perdas muito grandes de água que já é tratada e essa intervenção tem de ser feita para haver uma melhor distribuição pela freguesia. A outra intervenção diz respeito a fazer uma nova conduta pela avenida cidade da Covilhã que leve a água para a margem esquerda da freguesia porque temos uma conduta que abastece cerca de 50 por cento da população em más condições e sem essa ampliação as pessoas estão privadas de água em quantidade e com qualidade”.   
Com a proposta agora aprovada, a junta de freguesia estima arrecadar mais 2500 euros por mês que são fundamentais para a realização das obras necessárias, de acordo com um parecer emitido pela entidade reguladora do sector. A alternativa seria entregar a gestão da rede à empresa “Águas da Covilhã”. Um cenário que José Guerreiro não quer equacionar “a receita que a água gera para a freguesia permite-nos andar lentamente com o serviço mas não são verbas suficientes para fazer o que a rede precisa. Sem isso a rede vai continuar a degradar-se e ai o problema que se colocava era eventualmente entregar a rede às «Águas da Covilhã». Não é aquilo que esta junta quer porque reconhecemos que temos muita água, com qualidade mas é preciso distribui-la e para isso é necessário modernizar e requalificar a rede”. 
No final da assembleia o eleito do movimento “Todos Por Unhais”, José Januário, não quis prestar à comunicação social nenhuma declaração sobre o assunto.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados