RCB/TuneIn
S√°bado, 19 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
EPF APOSTA EM NOVOS CURSOS
Rádio Cova da Beira
A Escola Profissional do Fund√£o (EPF) prepara duas novas ofertas formativas, para o pr√≥ximo ano lectivo, nas √°reas do turismo e novas tecnologias. A confirma√ß√£o deixada √† RCB pelo director da escola, esta manh√£, durante a visita que os alunos do curso de mecatr√≥nica realizaram ao centro de inspec√ß√Ķes do Fund√£o.
Por Paula Brito em 01 de Feb de 2019

No caso do curso de programador informático, o objectivo é formar técnicos para dar resposta às necessidades do mercado, no Fundão.

“Estamos a submeter à aprovação, a certificar as instalações para esse efeito, para criar mais essa oferta na nossa escola, em articulação com o município e o nosso conselho consultivo. A ideia do programador informático é devido às necessidades que são conhecidas no nosso território.”

Segundo Luís Oliveira, director da escola profissional do Fundão, o curso na área do turismo vem complementar os cursos que já existem na escola e colmatar uma lacuna no mercado de trabalho.

“Vamos reforçar o que já temos nas duas vertentes da restauração (cozinha/pastelaria e mesa/bar), e a ideia aqui é que seja um técnico mais polivalente que dê apoio na recepção de hotel, organização de eventos…”

Se tudo correr bem, no próximo ano lectivo a escola profissional do Fundão terá duas novas ofertas formativas.

O director da escola falava à RCB à margem da visita que os alunos do curso de mecatrónica efectuaram, esta manhã, ao centro de inspecções do Fundão. O curso abriu há dois anos, tem actualmente cerca de 30 alunos, e só no próximo ano é que vai colocar técnicos no mercado.

“São técnicos que podem trabalhar nas várias vertentes do sector automóvel, uma necessidade que tem sido evidenciada por um conjunto de parceiros da escassez de técnicos nessa área.”

E o que levou o jovem Eduardo Baltar, a escolher este curso? “Sempre gostei de carros, mecânica e de trabalhar”, a expectativa deste jovem fundanense de 17 anos relativamente ao futuro “é trabalhar numa oficina e no futuro ter a minha própria oficina.”

Ariana Almeida de Dornelas do Zêzere, é a única jovem do grupo e escolheu o curso “porque me chamou a atenção, na altura estava em dúvida entre dois, escolhi este e não me arrependo.”  

A visita ao centro de inspecções do Fundão está inserida no conjunto de visitas que as turmas dos diversos cursos da escola fazem com regularidade às empresas da região ligadas às áreas de formação.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados