RCB/TuneIn
Quinta, 25 Abr 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CENTRO SOCIAL DE PERABOA VAI A VOTOS EM FEVEREIRO
Rádio Cova da Beira
O presidente do centro social do divino espírito santo, em Peraboa, não deve ser candidato a um novo mandato na liderança directiva dos órgãos sociais daquela instituição. À margem da cerimónia de inauguração da nova estrutura residencial para idosos daquela freguesia do concelho da Covilhã, José Nascimento sublinha que chegou a hora de passar o testemunho no acto eleitoral que vai decorrer durante o mês de Fevereiro.
Por Nuno Miguel em 31 de Jan de 2019
“A inauguração do lar era a meta destes órgãos sociais. Este era o nosso compromisso. Fomos sempre solidários e enquanto o lar não estivesse construído ninguém iria desistir. A partir de agora, outros colegas, outros sócios mais novos, saberão no futuro honrar este passado. Saberão mostrar-se disponíveis para as eleições que se aproximam em Fevereiro e também irão saber manter a qualidade dos serviços prestados por esta casa. Tem condições para desenvolver neste espaço novos projectos que esta terra e as suas gentes tanto necessitam”.   
Com a inauguração da estrutura residencial para idosos, José Nascimento considera que a actual direcção cumpriu o grande objectivo que definiu para o último mandato, mas não esconde que para garantir a sustentabilidade desta valência é fundamental aumentar a capacidade dos actuais 23 para 30 utentes “temos que proceder urgentemente ao alargamento do número de utentes para poder dar resposta aos mais necessitados. Temos aqui utentes que vieram de Lisboa e de Coimbra mas que quiseram regressar a Peraboa que é a sua terra natal. Já fizemos um requerimento nesse sentido mas, entretanto, fomos surpreendidos com a exigência de um elevador. Quando tivermos esse projecto aprovado, voltaremos a falar. E aqui deixo uma palavra ao senhor director da segurança social que sabe melhor que nós que o equilíbrio económico de uma estrutura destas, a trabalhar bem, é muito complicado abaixo dos 30 utentes”. 
Uma pretensão que o director distrital da segurança social se mostra disponível para analisar. Melo Bernardo refere que esse passo pode ser determinante para manter a sustentabilidade e a qualidade de serviços numa estrutura desta natureza “vamos com certeza conseguir realizar esse vosso último desejo que é o aumento do número de camas. Manter uma estrutura desta natureza e com a dignidade que é preciso dar às pessoas há um conjunto de despesas elevadas que temos que completar. E só entre 28 a 30 camas é que se consegue ter uma gestão equilibrada e sem sufocos. Não é para ganhar dinheiro mas sim para cumprir todos os compromissos com a segurança social, com as finanças, com os trabalhadores, com os seguros, com tudo aquilo que faz parte do dia a dia de uma casa como esta”.   
Melo Bernardo refere que, para além deste apoio, a instituição pode também receber boas notícias ao nível da candidatura que apresentou para a celebração de novos acordos de cooperação com a segurança social. O centro social de Peraboa que, no final do ano passado, recebeu um apoio ao abrigo do fundo de socorros social, no valor de 150 mil euros, para a renovação integral dos serviços de cozinha e lavandaria que servem todas as valências da instituição.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados