RCB/TuneIn
Segunda, 22 Abr 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
BELMONTE: AUTARQUIA PODE SUBSCREVER CAPITAL SOCIAL DE NOVA EMPRESA
Rádio Cova da Beira
A c√Ęmara municipal de Belmonte pode vir a subscrever 25 por cento do capital social da empresa ¬ďFreshbel¬Ē. Trata-se de uma unidade direccionada para a dinamiza√ß√£o agr√≠cola do concelho ao n√≠vel da produ√ß√£o e exporta√ß√£o de produtos.
Por Nuno Miguel em 31 de Jan de 2019

Actualmente a funcionar num espaço na zona das Pereiras a empresa, que tem Pedro Catalão, Vítor Nunes, Sérgio Lopes, Gil Neves e Ricardo Nunes como sócios pretende intensificar a sua actividade durante este ano e solicitou à autarquia que subscrevesse uma parte do capital social. António Dias Rocha acredita que o desenvolvimento deste projecto pode dar um impulso importante a um melhor aproveitamento das potencialidades agrícolas existentes no concelho “o que me seduziu neste projecto é que ele está a ser desenvolvido por pessoas ligadas à agricultura e ao ramo empresarial, querem incentivar os nossos agricultores a aproveitar as potencialidades que existem neste sector em Belmonte e tenho a noção que nestes seis anos em que estou à frente da câmara não fizemos grande coisa pelos nossos agricultores e temos de fazer alguma coisa. A câmara, ao subscrever capital desta empresa, está a dar um passo no sentido de mostrar aos nossos agricultores que estamos com eles, que estamos com esta empresa e a acreditar que temos potencial no concelho para fazermos muito mais do que temos feito no sector agrícola”.     

 

A questão vai agora ser submetida à aprovação da assembleia municipal e, caso seja aprovado, o processo é posteriormente remetido para o tribunal de contas. Mas caso exista algum contratempo, o capital social pode vir a ser subscrito pela empresa municipal “quer a assembleia quer o tribunal de contas tem de se pronunciar mas se, eventualmente, existir algum problema com algum deles temos uma outra via que é a empresa municipal, que é detida totalmente pela câmara, e que pode intervir neste tipo de actividade empresarial uma vez que isso está nos seus estatutos. As pessoas que estão ligadas à empresa merecem-me total confiança e, ainda por cima, a maioria da produção que for obtida é para exportar e já me disseram que se os agricultores de Belmonte não quiserem eles irão aos concelhos vizinhos ver quem quer trabalhar com eles. Por isso eu espero que os nossos agricultores aproveitem esta oportunidade”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados