RCB/TuneIn
Domingo, 17 Fev 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
ASSEMBLEIA SEM QU√ďRUM
Rádio Cova da Beira
A assembleia de freguesia extraordinária de Unhais da Serra, que estava agendada para ontem à tarde, não se realizou por falta de quórum. Dos nove elementos que fazem parte do órgão apenas quatro marcaram presença, sendo de assinalar a ausência de todos os eleitos do Partido Socialista.
Por Nuno Miguel em 29 de Jan de 2019
A discussão sobre o posto da GNR sediado naquela vila do concelho da Covilhã a par do aumento dos tarifários de água eram os pontos que faziam parte da ordem de trabalhos, mas passados 30 minutos sobre o início dos trabalhos o presidente da autarquia anunciou que a reunião não se iria realizar por falta de quórum.
José António Januário, eleito do movimento “Todos por Unhais” considera que toda esta situação foi combinada e acusa o executivo de ter medo de debater estas matérias com a população “esta ausência de todos os elementos da lista que apoia o presidente da junta demonstra bem a consideração que tem pelo povo de Unhais. Tem medo e receio de vir debater assuntos importantes para a população. Hoje havia cá bastante gente e eles tiveram medo. Isto foi uma combinação entre eles. Espero que na próxima vez o povo não fique em casa”.   
Já o líder da bancada do movimento “De Novo Covilhã”, Carlos Moreira, considera que esta situação não passou de um embuste “foi um embuste inqualificável e uma brincadeira de muito mau gosto cometida com os deputados da oposição e com o povo de Unhais. Tiveram medo de debater os assuntos que estavam na ordem de trabalhos e que são muito importantes para o povo. A bancada que faltou é a quem tem a maioria e não sei porque tem medo de comparecer perante as pessoas que os elegeram. Aquilo que aqui aconteceu não tem qualificação possível. Nunca na história das assembleias em Unhais da Serra aconteceu uma coisa destas. Nem tenho palavras para o qualificar de tão baixo que foi”.  
Críticas que o presidente da autarquia de Unhais da Serra rejeita. José Guerreiro garante que não existe medo em abordar estes dois temas com a população e sublinha que procurou, até ao último momento, estabelecer contactos com os eleitos do PS na assembleia de freguesia para marcarem presença nesta reunião “não houve aqui medo nenhum. Simplesmente eu não posso mandar na vida dos elementos que fazem parte da assembleia de freguesia e que foram eleitos na lista que encabecei. Eles irão justificar porque não compareceram a esta reunião mas todos eles tem a sua vida particular, são pessoas que trabalham e deve ter acontecido algo que não lhes permitiu aparecer. Eu tentei entrar em contacto com eles até ao último momento para ver se havia a possibilidade de comparecerem mas nenhum deles me atendeu e perante isso eu não posso fazer nada.     
De acordo com a legislação, devido à falta de quórum o órgão vai reunir novamente dentro de uma semana e com a mesma ordem de trabalhos. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados