RCB/TuneIn
Quinta, 19 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
BE: UNHAIS CONTINUA Á ESPERA DO POSTO TERRITORIAL DA GNR
Rádio Cova da Beira
O núcleo da Covilhã do Bloco de Esquerda vem, em comunicado, manifestar a sua apreensão com o futuro do posto territorial da GNR de Unhais da Serra, que está a funcionar com apenas um militar desde Novembro do ano passado.
Por Nuno Miguel em 28 de Jan de 2019
Neste comunicado, o Bloco de Esquerda refere que aquela vila do concelho da Covilhã tem uma dinâmica social e económica para o concelho, com a existência de várias empresas e ainda de uma unidade hoteleira, manifestando o seu desagrado com “a permanência do funcionamento parcial do posto de Unhais da Serra, num cenário de agravamento do despovoamento do Interior, e aumento das ocorrências de crimes”.
De acordo com o núcleo da Covilhã do Bloco de Esquerda “a população de Unhais assistiu a uma redução substancial da presença da GNR na Vila e o número de crimes aumentou desde a deslocalização de militares daquele posto. Citando a população terão havido, alegadamente 11 assaltos em cerca de 2 meses, ou seja, desde que se iniciou a deslocalização. Um número de ocorrências crescente, de proporção muito preocupante e com marcado impacto na população, tendo em conta a dimensão e as características rurais do meio em causa”.
O Bloco de Esquerda acrescenta que “as fontes oficiais da GNR defendem que esta medida contribui para a diminuição dos serviços administrativos que revertem assim para patrulhas, ficando estas sediadas no Tortosendo. O Posto de Unhais da Serra passa assim a não possuir qualquer militar com capacidade operacional e não é garantido que, no futuro, não venha a ser encerrado, como aconteceu no Ferro” uma vez que “a situação que acontece em Unhais da Serra foi apelidada em 2016 pelo relatório da inspecção geral da administração interna como medida limitada e de muito duvidosa utilidade”. 
O Bloco de Esquerda exige por isso “que seja repensada uma solução para tornar o posto de Unhais da Serra numa força efectivamente dissuasora do crime e para que haja um reforço visível do patrulhamento na vila”, mostrando muitas dúvidas em relação às informações prestadas pela GNR de que “existe hoje um maior número de efectivos nas ruas, a GNR possui uma aplicação para saber que tem os seus homens nas ruas, o serviço prestado à população de Unhais é o mesmo que já existia e que o posto não irá fechar”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados