RCB/TuneIn
Domingo, 17 Fev 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
ARGEMELA LUTA AO TOQUE DO ADUFE
Rádio Cova da Beira
Estreia amanhã, na Moagem, a curta-metragem “Black Mountain”, de Tom Hamilton, sobre a Serra da Argemela. O músico e compositor escocês está convencido que a Argemela era um lugar sagrado para os Celtas que os romanos destruíram. A história repete-se agora, com a chegada dos “romanos” dos tempos modernos a quererem explorar terras que são “sagradas” para os locais.
Por Paula Brito em 26 de Jan de 2019

É este o mote da curta-metragem de Tom Hamilton.

“É sobre a montanha, a sua história, que foi desmantelada pela máquina de guerra dos romanos, porque foi a única maneira de controlar a região e dominar a Lusitânia era tirando os povos da montanha e dos castros. Este filme são as adufeiras, como guerreiras, a defender as montanhas, porque vêm os grandes outra vez a quererem destruir a montanha para ter as suas riquezas.”

O filme, “Black Moutain”, que em português significa Montanha Negra, fica a dever o nome ao estado em que ficou depois dos incêndios. Os mesmos incêndios que colocaram a descoberto uma das suas riquezas que vem dar mais consistência à teoria de Tom Hamilton: a pedra turquesa que existe na Argemela e que era sagrada para Celtas e para a maioria dos povos pré-romanos.

“A Argemela para mim é um monte sagrado para aqueles povos, e não só, é também fonte de vida, porque estas pedras (turquesa) são à base de fosfato, que é um fertilizante, as águas correm, levam as águas ricas em minerais até ao rio e fazem que a Cova a Beira seja verde e fértil.”

No filme, musical e narrativo, cerca de 30 adufeiras da região tocam este instrumento, que Tom Hamilton está convencido era um instrumento celta e de guerra, “o adufe não foi para palcos, foi para montanhas que os romanos levaram para os vales e que foi sendo domesticado”. Um instrumento que o músico leva de novo para a montanha e para a “guerra” neste filme.

“Porque quando eu levei as adufeiras de Monfortinho, Monforte da Beira, Oledo, para se solidarizarem com as do Paul e de Silvares, elas nem sequer conheciam a Argemela. E eu disse-lhes para virem defender a Argemela porque amanhã podia ser a montanha delas.”

Black Mountain estreia este domingo, às 15h 30m, no auditório da Moagem, no Fundão.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados