RCB/TuneIn
Quinta, 25 Abr 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
LOCALIZAÇÃO DEFINIDA
Rádio Cova da Beira
É no edifício dos antigos CTT da Covilhã que vai ficar instalado o novo centro de inovação turística, cuja criação foi anunciada esta semana por Pedro Siza Vieira da audição da comissão parlamentar de economia, inovação e obras públicas.
Por Nuno Miguel em 18 de Jan de 2019
Em declarações à RCB, Vítor Pereira refere que o contrato promessa de compra e venda do imóvel está encerrado e os contornos do negócio vão ser apresentados na próxima reunião do executivo “já celebrámos um contrato promessa com a antiga «Portugal Telecom», do qual darei nota dentro de poucos dias aos senhores vereadores e aos membros da assembleia municipal e nos precisos termos em que foi celebrado esse contrato mas posso desde já adiantar que o mesmo foi revisto relativamente à versão original. Há ali alguns pormenores, ou pormaiores, que a seu tempo irei dar conta ao executivo e à assembleia municipal”.   
O autarca covilhanense acredita que a instalação desta estrutura na Covilhã pode ser uma mais valia para a dinamização do turismo na área digital. O espaço vai também albergar algumas empresas «start-up» do sector e a sua inauguração pode ocorrer até final deste ano “este é um centro da maior importância e destinando-se ele a acelerar a incorporação do digital da indústria turística, queremos carregar no acelerador para que o mais depressa possível ele esteja a trabalhar. Vai ser também uma incubadora onde ficarão alojadas muitas «start up´s» desta área muito importante da nossa economia como é o turismo e eu estou convencido que será possível inaugurá-lo até final deste ano. Obviamente que isso não depende da câmara municipal mas estamos a fazer o nosso trabalho sendo que cabe ao governo quer as parcerias que estão a ser estabelecidas vão ter uma palavra importante a dizer nesse domínio”.    
Vítor Pereira acrescenta que a criação deste centro em nada colide com a intenção do município em avançar para a criação de um posto de turismo no centro da cidade. A ideia continua em cima da mesa mas é um projecto que não tem carácter prioritário “esse projecto não está fora de causa mas no imediato não é encarado como uma prioridade até porque o espaço onde este centro vai funcionar esteve pensado para essa finalidade. De qualquer forma não vamos deixar de pugnar no sentido de encontrar uma outra solução, também no centro histórico, destinado à informação turística mais em suporte de papel e outro tipo de informação que possa ali ser veiculada”.   
O autarca sublinha ainda que a instalação desta valência na Covilhã é também um sinal de reconhecimento do governo de todas as potencialidades turísticas existentes naquele concelho.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados