RCB/TuneIn
Domingo, 17 Fev 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
COVILHÃ VAI TER CENTRO DE INOVAÇÃO NA ÁREA DO TURISMO
Rádio Cova da Beira
Pedro Siza Vieira anunciou esta manhã, na audição da comissão parlamentar de economia, inovação e obras públicas, que vai ser instalado na Covilhã um novo centro de inovação na área do turismo.
Por Nuno Miguel em 16 de Jan de 2019

De acordo com o ministro da economia, esta estrutura tem como base a diversificação e qualificação da oferta disponível nesta área, à semelhança do que já tem vindo a acontecer nos chamados sectores tradicionais “o centro de inovação turística é um projecto importante porque nós temos que pensar que a inovação não incide apenas naqueles sectores em que pensamos tradicionalmente: no sector do turismo ao nível da qualificação da oferta, da diversificação de produtos, dos modelos de gestão e ao nível da qualificação dos recursos humanos há espaço para a inovação. E aquilo que temos estado a fazer nos centros tecnológicos e nos laboratórios colaborativos para outros sectores é algo que queremos também fazer na área do turismo”.

Um projecto que, de acordo com o ministro da economia “vai associar empresas e a universidade da Beira Interior no sentido de proporcionar, com recursos próprios instalados na Covilhã, a capacidade de ter inovação e transferi-la para o tecido empresarial. É um projecto colaborativo entre o sector científico e o sector empresarial e que vai ser apoiado pelo estado”.  Explicações dadas pelo governante em resposta a uma interpelação feita por Hortense Martins. A deputada do PS eleita pelo distrito de Castelo Branco procurou obter mais informações sobre o desenvolvimento do projecto, anunciado na primeira intervenção do ministro da economia.

Pedro Siza Vieira acrescenta que a concretização desta aposta pretende dar sequência a um conjunto de outros projectos que o governo tem vindo a dinamizar no sentido de criar uma maior rentabilidade para este sector “já temos a linha de apoio para a valorização turística do interior, o programa «Valorizar», uma especial incidência do programa «Revive» e que pretende aproveitar para a utilização turística alguns elementos do nosso património cultural com um enfoque muito grande nos territórios do interior. Vamos lançar uma nova fase do programa «Revive Natureza» que visa aproveitar para os mesmos destinos pequenos equipamentos como antigas casas da guarda fiscal ou de guardas florestais, com uma valorização particular de projectos que estejam mais ligados à economia local e à valorização do recursos endógenos”.  

Uma audição em que o ministro da economia não escondeu a sua decepção pelo facto de o parlamento não ter aprovado a proposta de diminuição do valor do IRC para as empresas que criem postos de trabalho no interior do país, que constava da versão inicial da lei do orçamento de estado para 2019 “fiquei muito surpreendido e extraordinariamente decepcionado com o parlamento pelo facto de essa proposta ter sido reprovada. No entanto nós continuamos a discutir com a união europeia a criação desse regime e quando a negociação chegar ao fim nós vamos propor novamente ao parlamento a criação de um regime fiscal mais favorável para as empresas que criem postos de trabalho no interior e nessa altura irei pedir o apoio de todos os senhores deputados para essa tarefa que é absolutamente decisiva para criar factores de atractividade para o investimento no interior”. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados