RCB/TuneIn
Quarta, 24 Abr 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CHUCB ENTRE OS MENOS EFICIENTES
Rádio Cova da Beira
O Centro Hospitalar Universit√°rio da Cova da Beira (CHUCB) foi classificado como uma das unidades menos eficientes do pa√≠s pela Estrutura de Miss√£o para a Sustentabilidade do Programa Or√ßamental da Sa√ļde, que apresentou na √ļltima semana, no Parlamento, as conclus√Ķes do trabalho da legislatura. Jo√£o Casteleiro diz que efici√™ncia n√£o √© sin√≥nimo de efic√°cia.
Por Paula Brito em 16 de Jan de 2019

“Nós não podemos ser comparados com quem só faz assistência, nós também temos uma função de ensino, é o hospital nuclear da faculdade de ciências da saúde, temos 100 profissionais médicos que são ao mesmo tempo docentes da faculdade, isto tem que ter algum reflexo em termos de trabalho, isto é, número de consultas, de intervenções, tudo isso é afectado por essa característica de termos muita gente a praticar o ensino e a investigação.”

O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira recorda ainda que são 500 os alunos de medicina, do primeiro ao 6.º ano, e 400 os alunos de enfermagem, que são acompanhados diariamente no CHUCB.

“Isto significa, para além do trabalho assistencial, que há todo um trabalho que tem que ser feito com os futuros profissionais. Eu deixo um exemplo, se eu tiver numa consulta um aluno do 6.º ano, mais um interno e mais dois alunos, são quatro pessoas a quem tenho que transmitir o que estou a fazer com o doente, eu demoro mais tempo do que se estiver sozinho, o que quer dizer que poderei ver menos doentes se estiver acompanhado.”

João Casteleiro recorda ainda que o universo considerado para o Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira é de 87 mil habitantes mas o número de consultas externas anual chega aos 150 mil, ao contrário do que acontece em Castelo Branco e Guarda em que o número de consultas externas é inferior ao universo de habitantes.

“Isto significa que esta zona de atracção não será o reflexo daquilo que é a solicitação das pessoas em relação à saúde, senão estes números nunca poderiam ser assim, ou então tem a ver com a confiança que as pessoas têm na sua instituição de saúde, e é isto que nos dá algum conforto.”

João Casteleiro, em entrevista à RCB, recorda que só no ano passado é que o Centro Hospitalar da Cova da Beira ganhou o estatuto de Universitário, uma situação que pode vir a alterar este cenário com as respectivas compensações financeiras que já deverão ser visíveis no contrato de financiamento para 2019.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados