RCB/TuneIn
Terça, 26 Mar 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“ESPERAMOS SER COMPENSADOS”
Rádio Cova da Beira
O presidente do conselho de administração da ULS de Castelo Branco espera que aquela unidade de saúde possa ser compensada, ao nível da aquisição de equipamentos, pela redução do valor do orçamento de estado para 2019.
Por Nuno Miguel em 11 de Jan de 2019
A ULS tem este ano uma redução de financiamento na ordem dos 800 mil euros devido a um erro na estimativa do número de habitantes. Um corte que, no entender de Vieira Pires, tem peso no funcionamento normal da instituição “É evidente que essa situação tem peso. Quando foi feita a capitação, eles partiram de uma base de 102 mil habitantes que não é verdadeira porque a nossa área abrange 108 mil pessoas, mas foram esses os dados incorporados no orçamento de estado para 2019 e quando o documento foi aprovado não havia mais nada a fazer. De qualquer forma já falei sobre o assunto com a ARS e também com o ministério e esperamos ser compensados desse corte ao nível de alguns equipamentos médicos que tivemos de comprar. Nós vamos renovar a radiologia toda, que é um investimento de centenas de milhares de euros, e esperamos ai ser compensados de uma parte da verba que não tivemos no orçamento de estado”.     
A compensação ao nível da aquisição de equipamentos já foi alvo de conversações entre a ULS e o ministério da tutela. Mas há uma outra área onde os efeitos desse corte financeiro podem ser minimizados “onde às vezes vamos buscar o que nos falta, e isso também é bom que se diga, é na produção. Se os médicos fizerem muitas primeiras consultas e o número de cirurgias for aceitável dentro daquilo que é pretendido, podemos ir buscar cerca de quatro milhões de euros aos incentivos. E normalmente oito por cento é o máximo que podemos perder nessa área. O nosso orçamento para este ano é de 63 milhões de euros, o que representa um corte de 800 mil euros em relação a 2017. É um valor significativo”.  
Já em relação aos trabalhos de requalificação do serviço de urgências do hospital de Castelo Branco, Vieira Pires garante que a intervenção está concluída. A obra deve ser inaugurada ainda antes do final deste mês.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados