RCB/TuneIn
Quarta, 26 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
FRC COMEMORA ANIVERSÁRIO
Rádio Cova da Beira
O presidente da direcção da filarmónica recreativa carvalhense considera que o reforço do quadro de instrumentistas seria o melhor presente de aniversário que a instituição poderia receber. O objectivo definido pelo presidente da direcção durante as comemorações dos 11 anos de vida da instituição.
Por Nuno Miguel em 07 de Jan de 2019
Em declarações à RCB, Diogo Coimbra refere que “o principal presente de aniversário que gostaríamos de receber era ter mais elementos. Nós contamos actualmente com 40 elementos, neste aniversário integrámos mais dois elementos que são oriundos da nossa escola de música, mas gostaríamos de ter mais para podermos continuar o nosso trabalho e elevar o nível artístico da filarmónica. Sabemos que não é fácil, é um problema que preocupa a maior parte das bandas devido ao envelhecimento da população no interior do país, e esse era sem dúvida o nosso melhor presente”.   
Eleito para o cargo em Março do ano passado, depois de ter exercido funções durante quatro anos como secretário da direcção, Diogo Coimbra faz um balanço positivo deste primeiro ano de mandato, colocando em evidência o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela escola de música da instituição “neste momento temos 18 elementos na parte teórica da nossa escola de música e mais 10 na parte prática. Tivemos alguns músicos que tinham deixado a banda por motivos profissionais e que agora regressaram o que para nós é um motivo de grande alegria. E por isso faço uma avaliação muito positiva destes meses do mandato dos actuais órgãos sociais”. 
Em relação às restantes prioridades para o mandato, o presidente da direcção refere que já foi apresentada uma candidatura ao programa de apoio ao associativismo lançado pela câmara da Covilhã para a renovação de parte do instrumental. Quanto ao novo fardamento, que há dois anos é aguardado, Diogo Coimbra espera que possa ser estreado no próximo dia 25 de Abril “esse fardamento foi oferecido pela câmara há dois anos, entretanto houve alguns problemas que estamos a tentar resolver, já tivemos algumas reuniões com a autarquia e se tudo correr bem esperamos estrear o novo fardamento no dia 25 de Abril. Em relação ao instrumental, temos alguns instrumentos que já se encontram bastante danificados, nomeadamente clarinetes e saxofones, e nesse sentido apresentámos uma candidatura ao programa de apoio ao associativismo e aguardamos por uma resposta. Era importante para nós conseguir renovar uma parte do nosso instrumental uma vez que como também temos novos elementos na nossa escola de música temos de lhe dar as melhores condições para aqui poderem permanecer”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados