RCB/TuneIn
Quinta, 27 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CESP DENUNCIA DÍVIDA DO LAR AOS TRABALHADORES
Rádio Cova da Beira
Indignado com as declarações do presidente da assembleia geral do lar D. Bárbara Tavares da Silva na última assembleia municipal de Penamacor, o CESP da Beira Interior, vem esclarecer publicamente o que não foi dito por Manuel Pires. A instituição deve mais de 100 mil euros aos trabalhadores.
Por Paula Brito em 04 de Jan de 2019
 

 “Durante vários anos não pagaram subsídio de turno aos trabalhadores, foi pedida a intervenção da Autoridade de Condições de Trabalho, que fez o seu trabalho e apuramento da dívida aos trabalhadores, nós tivemos uma reunião com a ACT e ficámos a saber que eram mais de 100 mil euros, daí nós ficarmos indignados, então não se fala nos trabalhadores? É por isso que nós dizemos que não podem ser os trabalhadores os beneméritos da instituição”.

José Geraldes, coordenador, na Beira Interior, do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio Escritório e Serviços de Portugal (CESP), não entende por que motivo o presidente da assembleia geral ocultou as dívidas aos trabalhadores, quando o objectivo da intervenção era pedir ajuda financeira.

“Quando fala em dificuldades financeiras devido aos empréstimos que fizeram, devido às mensalidades que deviam ser mais altas, e não se fala que também têm uma dívida aos trabalhadores, sentimo-nos indignados por estarem a encobrir a dívida aos trabalhadores, mas é bom que as pessoas saibam o que está a acontecer.”

Recorde-se que Manuel Pires foi à última assembleia municipal de Penamacor pedir ajuda à câmara, no valor de 100 mil euros por ano, para fazer face às dificuldades financeiras que lar D. Bárbara Tavares da Silva atravessa e que podem colocar em causa a instituição que conta com 130 trabalhadores.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados