RCB/TuneIn
Quarta, 16 Jan 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CAFAP DA COVILHÃ AINDA NÃO ESTÁ A FUNCIONAR
Rádio Cova da Beira
O vereador do CDS/PP na câmara da Covilhã lamenta que o município ainda não tenha a funcionar o centro de apoio familiar e aconselhamento parental, cuja cedência de um espaço para a sua instalação foi deliberada pelo executivo em Abril de 2018.
Por Nuno Miguel em 04 de Jan de 2019

Outras da categoria:

Na última reunião pública do executivo, José Luís Adriano considera que a criação desse centro é fundamental para apoiar um conjunto de instituições mas a Covilhã continua sem protocolar a sua criação com o centro distrital de segurança social ao contrário do que já aconteceu com outros municípios da região “o Fundão, com o forte e real empenho da sua autarquia, já inaugurou o seu centro através de um protocolo assinado com a segurança social, assumindo um papel de grande importância no apoio aos tribunais, às comissões de protecção de crianças e jovens, aos municípios e agrupamentos de escolas e de saúde uma vez que é a única resposta deste género no território distrital. Em Abril o município deliberou a cedência de um espaço à segurança social para a instalação deste centro. Hoje questionamos qual foi afinal o espaço que foi cedido e porque razão esta estrutura não está ainda a funcionar na Covilhã?”.     
Na resposta, a vereadora com o pelouro da educação na autarquia covilhanense sublinha que a competência de desenvolvimento destes centros não é dos municípios mas sim de instituições que podem desenvolver esse trabalho. Regina Gouveia sublinhou ainda que é intenção da câmara da Covilhã concretizar a abertura de duas estruturas desse tipo até final deste ano “o desenvolvimento destes centros não são projectos das autarquias. O que acontece é que a senhora vereadora da câmara do Fundão é responsável de uma associação, que apresentou um projecto, e que foi aprovado. No nosso concelho estamos a preparar a apresentação, em sede do núcleo executivo e do conselho local de acção social, de um projecto semelhante durante o mês de Janeiro. E aquilo que vai acontecer é que a Covilhã pode ter não um mas dois centros uma vez que há um outro projecto que também já foi submetido pelas aldeias SOS e que, se vier a ser aprovado, pode também permitir criar essa estrutura”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados