RCB/TuneIn
Quinta, 27 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
FUNDÃO LEVA TECNOLOGIA NA ÁREA DO CANCRO AO WEB SUMMIT
Rádio Cova da Beira
O Fundão vai apresentar no próximo Web Summit um produto desenvolvido a partir do Centro de Negócios, pela empresa Powerful Screen, na área do cancro, designado “Screen4cancer”.
Por Paula Brito em 03 de Jan de 2019

"A câmara municipal do Fundão vai envolver-se num calendário de entregas que nós vamos fazer de produtos feitos a partir do Fundão, vamos fazer um pitch, no Web Summit, em Lisboa, onde apresentaremos o produto Screen4cancer na sua fase de produto mínimo viável. No início do ano 2020 integraremos o produto nas redes oncológicas nacionais”. Refere Antero Carvalho, director executivo da empresa que, em contrapartida,  vai pedir a colaboração da rede oncológica para a realização de ensaios clínicos que pretendem provar cientificamente o que a equipa de investigação já sabe de forma empírica: a imunoterapia com células dendríticas, pode prevenir o regresso do cancro.

“Como sabemos, mesmo nos doentes que passam pela doença e são curados, há uma forte possibilidade da doença voltar, dependendo dos tipos de cancro. Está provado, embora de forma empírica, que tratamentos posteriores ou durante o tratamento da quimio e radioterapia, com imunoterapia com células dendríticas, pode prevenir o regresso da doença. Como não existe um ensaio clínico nós não podemos afirmar isto de forma científica.”     

Assim, em Setembro, vai começar a ser fabricada uma vacina, não para curar mas para prevenir a possibilidade de remissão do cancro em doentes tratados com quimio e radioterapia, a partir do Ubi medical.  

“O plano que tínhamos para fabricar vacina em 2019 vai acontecer, não vai ser o Centro Europeu de Desenvolvimento de Terapias Complementares do cancro, que será no hospital do Fundão, porque a obra está atrasada, mas entretanto nós vamos acelerar o processo abrindo laboratórios no Ubi medical, ou seja, a partir de Setembro vamos estar a fabricar vacina em conceito de medicamento inovador.”

Esta foi a fórmula encontrada para resolver a fragilidade financeira da região, “que tem o potencial mas não o capital”, e dar seguimento ao projecto do Centro Europeu de Desenvolvimento de Terapias Complementares do Cancro, apresentado em Maio último na moagem ( ver notícia: http://www.rcb-radiocovadabeira.pt/pag/45978 ) 

“Nós tivemos que procurar uma solução para a região, essa solução passou por algum know how que nós tínhamos noutras áreas, nomeadamente no desenvolvimento de Inteligência Artificial e Software, como o caso que entrega já ao mercado um produto educativo e que levámos a um road show financeiro onde fontes de investimento ligadas a tecnológicas olharam para o pitch do projecto e se comprometeram a financiar a parte de investigação e desenvolvimento para o cancro, tendo como objectivo e interesse, simplesmente o desenvolvimento do conceito de software que nós temos por trás, quer do produto que vamos entregar para o cancro já, quer do produto que vamos encontrar para a educação.”

O produto educativo vai ser apresentado no próximo dia 1 de Junho no Fundão. (ver noticia: http://www.rcb-radiocovadabeira.pt/pag/50010 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados