RCB/TuneIn
Sexta, 22 Mar 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
AMB APROVA PLANO DE ACTIVIDADES DA EMPRESA MUNICIPAL
Rádio Cova da Beira
Com o voto contra da bancada da coligação entre o PSD e o MPT e a abstenção do eleito da CDU, a assembleia municipal de Belmonte aprovou por maioria o plano de actividades da empresa municipal de promoção e desenvolvimento social para 2019. O valor do orçamento ronda os 358 mil euros e as principais acções previstas são a manutenção da rede de equipamentos museológicos assim como a organização da feira medieval em Agosto do próximo.
Por Nuno Miguel em 28 de Dec de 2018
Para a bancada da oposição, os documentos revelam falta de ambição da empresa em contribuir para um maior desenvolvimento turístico do concelho. Luís Elvas deixou ainda o reparo de a maior parte das verbas previstas se destinarem a assegurar custos com pessoal “a proposta que a empresa municipal nos apresenta assenta toda a sua despesa em custos com pessoal, na realização do que é óbvio que é a manutenção dos espaços museológicos e a realização da feira medieval como grande evento de Belmonte. Em nosso entender os eventos de Belmonte não podem resumir-se a isso. Não existe aqui uma proposta que seja mobilizadora e que possa reverter aquilo que é o decréscimo óbvio daquilo que é a diminuição do número de visitantes às estruturas museológicas. Na nossa opinião estamos perante uma proposta irrealista e que não é concretizável”.     
Críticas que o presidente da câmara de Belmonte desvaloriza. António Dias Rocha sublinha que a missão da empresa não passa por se constituir por uma entidade promotora de eventos. Ao mesmo tempo o autarca sublinha que, ao contrário do que é afirmado pela oposição, não há uma diminuição de turistas a visitar a rede de museus do concelho “não brinque comigo. O senhor anda na rua e veja o movimento que temos tido em Belmonte. Parece que está descontente de haver esse movimento. Será que isso perturba o seu sossego? Nós cremos que cada vez vamos ter mais turistas mas temos de nos convencer que a empresa municipal não é organizadora de eventos. Ela foi criada para liderar a manutenção dos museus e acompanhar quem nos visita. Esse é que é o seu papel. E depois ajuda a câmara na realização de eventos, mas volto a dizer-lhe que a empresa não foi criada para realizar eventos”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados