RCB/TuneIn
Sábado, 23 Mar 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
AFIN QUER CRIAR NOVA ZONA DE INTERVENÇÃO FLORESTAL
Rádio Cova da Beira
A associação florestal do interior quer avançar para a criação de uma terceira ZIF no concelho do Fundão. Actualmente a AFIN é responsável pela gestão das zonas de intervenção florestal em Mata da Rainha e dos Enxames mas na mente dos seus responsáveis está já a criação de uma terceira ZIF que possa abranger todo o perímetro florestal entre as freguesias de Três Povos e Peroviseu.
Por Nuno Miguel em 23 de Dec de 2018
De acordo com Aníbal Cabral, dirigente da associação florestal do interior “a associação florestal é actualmente a entidade gestora das zif´s e Mata da Rainha e dos Enxames. Neste momento estamos num processo de elaboração técnica do plano de gestão florestal para essas duas zonas mas pretendemos criar uma nova zif na área entre os Três Povos e Pêro Viseu. Vamos começar a apresentar essa ideia aos agricultores e produtores florestais para que a ideia possa ser implementada. Pensamos que as zif´s são muito importantes uma vez que a maior parte dos projectos comunitários faz majoração em relação a apoios e dessa forma acabamos por beneficiar indirectamente os produtores nessa matéria”.    
A medida faz parte do plano de actividades da associação para 2019, que foi aprovado por unanimidade na última assembleia geral e onde o valor do orçamento vai rondar os 27 mil euros. Para além do trabalho ao nível das ZIF´S, a organização tem quadros técnicos disponíveis para apoiar a concretização de outros projectos na área florestal no concelho. Um trabalho que, até agora, tem sido difícil “não tem sido um trabalho fácil uma vez que os produtos florestais são pouco rentáveis, infelizmente o preço da madeira está muito baixo e os produtores florestais tem dificuldades em avançar com alguns projectos. Nesse sentido aquilo que nós pretendemos é continuar a ajudar os produtores e é nesse sentido que vamos continuar a trabalhar”.  
Um cenário que Aníbal Cabral espera ver alterado quando entrar em funcionamento a nova central de biomassa do Fundão “fazemos votos que seja uma forma, por um lado, de aumentar o rendimento dos produtores florestais e também contribuir para uma melhor limpeza dos espaços florestais. Pensamos que pode ser um investimento importante nesta região porque fica próximo da produção o que evita custos no transporte do material lenhoso e dos resíduos florestais. Vamos ver que tipo de custos é que isso depois vai ter para os produtores mas estamos confiantes de que será uma mais valia para os agricultores e para a Beira Interior”.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados