RCB/TuneIn
Quarta, 19 Jun 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
MOÇÃO ENVIADA AO GOVERNO
Rádio Cova da Beira
A assembleia geral da associação distrital de agricultores de Castelo Branco aprovou por unanimidade uma moção onde se exige ao ministério da tutela que concretize o projecto de alargamento do regadio da Cova da Beira à zona sul da Gardunha.
Por Nuno Miguel em 19 de Dec de 2018
De acordo com o presidente da associação, trata-se de uma intervenção fundamental no sentido de conseguir um melhor aproveitamento das potencialidades agrícolas de toda aquela área, onde já estão instalados diversos produtores mas onde fazem falta estruturas de armazenamento de água para rega “é um projecto muito importante uma vez que é uma zona muito árida, onde há necessidade de água e é também onde já estão instalados muitos jovens agricultores em áreas como a fruticultura e a pecuária. É muito importante que o regadio avance para aquela zona porque as pessoas já lá estão e tem necessidade de água. Tem de andar a abrir charcas e isso é muito limitativo ao desenvolvimento da actividade agrícola. É preciso haver água para que as culturas possam ser regadas”    
No final desta reunião magna, Mesquita Milheiro deixou ainda a garantia de que a associação vai continuar a envidar esforços junto da direcção regional de desenvolvimento rural para que o actual perímetro de rega possa ser rectificado uma vez que o projecto que foi desenvolvido não corresponde às actuais necessidades dos agricultores “não entendo muito bem as reticências que existem por parte da direcção geral em alterar o perímetro de rega. Já se concluiu que ele está errado porque há zonas que estão dentro do regadio onde os solos são esqueléticos e por isso era necessário corrigir o perímetro para que pudesse ser integrada toda a zona da margem direita do rio Zêzere, a área do Vale da Gramenesa e também diversas zonas junto a Alcaria onde existem óptimos solos mas que ficaram fora do regadio”.     
Também o presidente da câmara municipal do Fundão já se pronunciou sobre o alargamento do regadio a sul da Gardunha. Paulo Fernandes refere que o projecto já foi apresentado à direcção geral de agricultura e desenvolvimento rural mas o aviso de concurso ainda não foi publicado nem se sabe o valor que pode ficar afecto a esta obra “nesta fase o projecto já está bastante desenvolvido e sem dúvida que é uma das intervenções mais estruturantes para o nosso concelho nos próximos anos. O prazo desta primeira fase é 2023 para o final da discussão o que vai levar a que a sua concretização se prolongue para além desse ano mesmo que seja tudo aprovado é difícil executá-lo na totalidade em quatro anos”.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados