RCB/TuneIn
Segunda, 17 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
GNR: DEPUTADOS DO PS QUESTIONAM MINISTRO
Rádio Cova da Beira
Os dois deputados do Partido Socialista eleitos pelo distrito de Castelo Branco na Assembleia da República (AR) querem saber se estão previstos encerramentos dos postos da GNR no distrito de Castelo Branco, em particular os casos de Caria (Belmonte), Teixoso, Unhais da Serra e Paúl (Covilhã) e Silvares e Soalheira (Fundão).
Por Paulo Pinheiro em 05 de Dec de 2018

Na pergunta efectuada ao Ministro da Administração Interna, através da AR, Hortense Martins e João Marques solicitam esclarecimentos acerca das medidas que estão a ser tomadas no sentido de reforçar a segurança nos territórios referenciados, assim como o ponto de situação das intervenções planeadas na Lei da Programação de Investimento em Meios e Infraestruturas no distrito de Castelo Branco no destacamento e posto territorial do Fundão, Alpedrinha, Silvares, no posto territorial de Tortosendo, Paúl e Vila Velha de Ródão.

 

Os eleitos socialistas pretendem também informação acerca das medidas e investimentos em meios e recursos humanos previstos para 2019 para a Guarda Nacional República no distrito de Castelo Branco.

Os deputados sublinham que apesar de recentemente ter sido garantido no debate de especialidade do OE2019 que nenhum posto ou esquadra seriam encerrados por este Governo, persistem dúvidas junto das populações de alguns concelhos do distrito de Castelo Branco sobre o futuro de alguns postos da GNR e sobre a presença da mesma no território.

A preocupação dos deputados do PS e dos autarcas “é sobretudo assegurar que estão a desenvolvidas as medidas para assegurar e se possível reforçar, condições de segurança às nossas populações e naturalmente condições de trabalho aos profissionais desta força, tão importante nestas zonas do território, pelas múltiplas tarefas que desenvolvem, no apoio às populações, como é o caso por exemplo na época de incêndios”, sustentam.

De acordo com os subscritores do documento, as preocupações têm em conta, o facto de estes territórios terem uma população envelhecida e em muitos casos, isolada, “que vê nestas forças de segurança um apoio imprescindível”.

 

 

 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados