RCB/TuneIn
Segunda, 09 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
BANCO ALIMENTAR PROMOVE CAMPANHA DE NATAL
Rádio Cova da Beira
Banco Alimentar contra a Fome promove este fim de semana a campanha de Natal de recolha de alimentos em superf√≠cies comerciais de todo o pa√≠s. Na regi√£o, o Banco Alimentar da Cova da Beira chega a 4 mil pessoas, 800 das quais crian√ßas, atrav√©s de 39 organiza√ß√Ķes.
Por Paula Brito em 30 de Nov de 2018

Nesta campanha que terá um exército de voluntários durante dois dias em oito pontos de recolha, a expectativa é angariar, pelo menos, as 25 toneladas conseguidas na campanha da Primavera.

As duas campanhas são, no caso do Banco Alimentar da Cova da Beira, responsáveis por 60% dos apoios que o Banco presta na região. “É uma percentagem elevadíssima, porque os Bancos alimentares deviam viver sobretudo da indústria agro-alimentar, mas só há indústria agro-alimentar em Lisboa. Fora das campanhas, temos o papel por alimentos, podem entregar-nos todo o tipo de papel, à excepção de cartão, por cada tonelada recebemos 70 euros em alimentos, no ano passado reciclámos 76 toneladas de papel.”

Apesar disso, segundo Paulo Pinheiro, ainda não existe em Portugal a cultura de apoiar com donativos estas instituições como acontece noutros países. O responsável pelo Banco Alimentar da Cova da Beira deixa um exemplo.

“O BACB recebe tantos donativos de portugueses como de pessoas de nacionalidade não portuguesa, de pessoas da Universidade da Beira Interior que tomam conhecimento da nossa organização e querem colaborar, nós em Portugal não estamos para aí virados.”

Em entrevista ao programa “Porque hoje é domingo”, Paulo Pinheiro admite que chegam várias e denúncias ao Banco Alimentar durante todo o ano, mas a maioria 90%, não têm razão de ser. “São problemas que nós enfrentamos de frente, o tempo que eu mais gasto ao longo do ano é na investigação de todas as queixas que recebemos, a maioria anónimas, pessoas que não deviam estar a receber, instituições que apoiamos que não estão a proceder da melhor forma, alimentos nossos que estão a ser vendidos, todo o tipo de queixas, 90% das quais os denunciantes não têm noção da realidade.” Segundo Paulo Pinheiro o Banco Alimentar Contra a Fome fiscaliza as instituições que apoia.

Para além dos concelhos da Cova da Beira (Fundão, Covilhã e Belmonte) o BACF da Cova da Beira apoia ainda instituições de Sabugal, Guarda, Pinhel, Manteigas, Trancoso, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Seia e Gouveia. 

O responsável pelo Banco Alimentar da Cova da Beira, Paulo Pinheiro, é o convidado da Dulce Gabriel, no próximo domingo, 2 de Dezembro, no programa "Porque hoje é domingo" da RCB, entre as 12h e as 13h.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados