RCB/TuneIn
Sexta, 07 Ago 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CHUCB REALIZA SIMULACRO
Rádio Cova da Beira
Simulacro no serviço de obstetrícia e ginecologia do Centro Hospital Universitário da Cova da Beira podia ter corrido a 100%, não fora a saída de emergência mais próxima do local da ocorrência estar fechada, obrigando à evacuação por uma saída mais distante.
Por Paula Brito em 30 de Nov de 2018
 

Amândio Nunes, segundo comandante do Centro de Operações Distrital de Castelo Branco, acredita que no simulacro do próximo dia 6 de Dezembro esta fragilidade já estará sanada. “95% dos procedimentos do protocolo foram efectuados, houve um que não foi, foi identificado, vai ser  corrigido, dia 6 cá estaremos para fazer um novo simulacro e esta não será de todo uma fragilidade”.

É para corrigir fragilidades que existem os simulacros, refere João Casteleiro, que no caso de um hospital traz problemas acrescidos. “Estamos a lidar com pessoas que estão com défices de mobilidade, doentes, e o cuidado tem que ser maior, também é preciso coragem para fazer isto, mas se não fizermos nunca conseguimos prevenir, e a medicina é essencialmente isso, apostar na prevenção.”

O comandante operacional Municipal, Joaquim Matias, elogiou a equipa de prevenção e segurança do Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira, onde no próximo dia 6 de Dezembro se realiza novo simulacro, desta vez ao serviço de pedopsiquiatria.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados