RCB/TuneIn
Sexta, 07 Ago 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
EXISTÊNCIA DOS POSTOS CRIA SENTIMENTO DE SEGURANÇA JUNTO DAS POPULAÇÕES
Rádio Cova da Beira
O presidente da junta de freguesia de Caria acredita que o comandante geral da GNR ficou sensibilizado com os argumentos apresentados pela autarquia no sentido de o posto daquela força de segurança na vila não ficar a funcionar em horário reduzido.
Por Nuno Miguel em 30 de Nov de 2018
Numa reunião que decorreu em Lisboa, Pedro Torrão voltou a expressar a preocupação quanto ao projecto piloto, desenvolvido no último mês, e que abrangeu os postos de Caria, Teixoso, Paúl e Unhais da Serra, sublinhando que é necessário transmitir alguma segurança às populações em relação ao futuro “ficámos com a ideia de que o senhor general ficou sensibilizado para a questão e percebeu que estamos preocupados com as nossas populações, com a sua segurança e que a existência dos postos transmite esse sentimento de segurança às populações. Já em 2016, quando a senhora secretária de estado da administração interna esteve a visitar o posto de Caria, havia essa possibilidade de ele passar a funcionar em horário reduzido. Em 2018 essa situação aconteceu novamente e nós precisamos de ter alguma estabilidade e é isso que estamos a procurar transmitir a todas as entidades”.     
O autarca não perdeu a oportunidade para solicitar ao comandante geral da GNR um reforço de efectivos, por forma a criar um maior equilíbrio entre o número de militantes existentes nos postos de Belmonte e de Caria “aquilo que ele nos transmitiu é que todos os militares que saíram para os GIPS seriam repostos a partir do dia 20 de Dezembro. No nosso caso houve um elemento que saiu e por isso terá que ser reposto. É óbvio que lhe solicitamos, dentro daquilo que está ao seu alcance, que pudesse reforçar mais o posto territorial de Caria e equilibrando até os pratos da balança em relação ao posto de Belmonte. Ele informou-nos que distribui os militares pelos destacamentos territoriais e depois cabe a cada comandante fazer essa distribuição e por isso ficamos a aguardar se vamos ter ou não mais algum reforço nessa matéria”.    
Para o dia cinco de Dezembro estão já também agendadas audiências com a secretária de estado da administração interna e com o secretário de estado da valorização do interior e a câmara de Belmonte para abordar o assunto, esperando Pedro Torrão sensibilizar os responsáveis políticos para a necessidade de o posto de manter a funcionar em regime normal, ao contrário do que aconteceu neste mês em que funcionou em horário reduzido. O projecto piloto realizado pelo comando distrital termina esta sexta-feira. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados