RCB/TuneIn
Terça, 23 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
FUTSAL - BENFICA VENCE NO FUND?O
O Benfica foi de tal modo superior que a vit?ria alcan?ada n?o constitui qualquer surpresa. Os encarnados venceram por 8-2 e viram v?rios remates esbarrar nos postes da baliza de Carlinhos.
Por José Joaquim Ribeiro em 02 de Feb de 2008

Já se esperava que fosse o Benfica a fazer as despesas deste jogo realizado no Municipal do Fundão. O que se passou dentro da quadra acabou por corresponder ao que se previa. Os encarnados não tiveram que esperar muito para se adiantar no marcador. Foi autor do primeiro remate vitorioso o fabuloso Ricardinho. Pontapé lateral, a bola é colocada na zona frontal à baliza e Ricardinho rematou rasteiro surpreendendo Carlinhos, que não terá visto a bola partir. O segundo golo foi obra de Arnaldo Pereira, mas o trabalho mais difícil foi feito por Ricardinho, que conseguiu um passe lateral para o seu companheiro, que se encontrava na área, sem marcação, fazer o golo.

A Desportiva ainda esboçou uma ténue reacção, aproveitada para que Esquerda reduzisse, aos 6,40. Pensou-se que seria desta que os jogadores fundanenses conseguiriam acertar com as marcações, mas não foi isso que aconteceu. Logo após o golo fundanense os benfiquistas enviaram três remates aos ferros da baliza de Carlinhos. Adivinhava-se novo golo encarnado. Estavam, então, decorridos 12,32 e aconteceu o que há muito se esperava. Perda de bola e contra-ataque rápido, com dois jogadores a poderem facturar. Foi Gonçalo Alves que acabou por marcar.

A superioridade dos encarnados foi de tal modo evidente que até deu para Ricardinho tentar fazer uma maldade ao guardião fundanense, tentando marcar com um lance genial. O jogador encarnado colocou a bola entre os calcanhares e fê-la passar por cima de Carlinhos. Seria um golo soberbo. A bola esbarrou na barra.

Os dois minutos finais, antes do termo da primeira parte, foram fatais para os fundanenses. O Benfica marcou por mais duas vezes e em ambas as situações com lances muito parecidos. Perda de bola dos jogadores fundanenses, saída rápida para o contra-ataque, com três jogadores encarnados a aparecerem na cara de Carlinhos. André Lima, que regressou depois de prolongada lesão, fez o quarto e Ricardinho fez o quinto da tarde.

Estes dois lances são o exemplo claro de que os bons jogadores sabem que funciona melhor o colectivo que o individual. As transições foram rápidas, com trocas de bola, sem dribles pelo meio. Os golos foram o resultado de erros, de quem prefere driblar, a tentar o jogo colectivo.

No segundo tempo o jogo foi mais calmo. Os fundanenses acertaram melhor as marcações, mas cometeram os mesmos erros da primeira parte. Dos três golos que o Benfica marcou neste período dois deles voltaram a ser resultado de perdas de bola, em lances que, teimosamente, os jogadores do Fundão queriam resolver com jogadas individuais. Apenas o 6º golo do Benfica resulta de uma jogada de ataque elaborado. Ricardinho coloca a bola no peito de César Paulo, este rodopia e remata para o fundo das redes. Após este sexto golo encarnado a Desportiva teve possibilidades de reduzir, quando teve dois livres de 10 metros que Couto e Bruno Pereira desperdiçaram, proporcionando a defesa ao guarda-redes Zé Carlos.

Como quem não marca sujeita-se a sofrer, o Benfica voltou a marcar, de novo por Ricardinho, a 3 minutos do termo da partida, numa das perdas de bola que originou um contra-ataque de três para um. A Desportiva ainda voltou a reduzir, num lance muito parecido com o que resultou no sexto golo encarnado. Cristóvão coloca a bola no peito de Paulo Pinto e este fez um excelente golo à meia volta.

O resultado final foi conseguido através de um golo de João Marçal, que aproveitou mais um erro para fazer o 2-8, num lance parecido com o golo anterior.

Foi uma vitória fácil da equipa encarnada, que soube aproveitar da melhor forma os erros, infantis, dos jogadores fundanenses, o mérito dos encarnados resulta no saberem aproveitar as benesses concedidas e, óbviamente, pela qualidade dos seus jogadores, dos mais categorizados do futsal nacional.

No próximo fim de semana joga-se mais uma eliminatória da Taça de Portugal. A Desportiva volta a jogar para o campeonato no Choradinho com o Freixieiro, deste sábado a 15 dias.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados