RCB/TuneIn
Segunda, 17 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
ANAFRE: DELEGAÇÃO DISTRITAL APROVA REIVINDICAÇÕES
Rádio Cova da Beira
A delegação distrital da Anafre vai bater-se pela abolição das portagens na A 23. A questão faz parte de uma moção que foi aprovada no encontro distrital de freguesias, que decorreu no Tortosendo, e que reuniu 22 autarquias de todo o distrito.
Por Nuno Miguel em 18 de Nov de 2018
No documento que foi aprovado, e que agora vai ser enviado ao governo, os autarcas de freguesia exigem também a concretização de projectos há muito reivindicados pelo distrito de Castelo Branco ao nível da mobilidade, como é o caso da construção do IC 6 e do IC 31, como refere o coordenador distrital da Anafre “A construção dessas vias é uma reivindicação muito antiga do nosso distrito e das nossas populações e obviamente que as freguesias, enquanto autarquias de proximidade, também sentem essa necessidade e assumem essa reivindicação. Já em relação à A 23, é um problema quase trágico para a nossa região. O valor das portagens que são pagas e a sua dimensão é algo de muito penalizador, É verdade que já foi feito alguma coisa ao nível dos descontos para as empresas de transportes. É claro que isso é importante para nós porque permite aproximar a nossa região do litoral e de Espanha, mas nós queremos mais. Queremos aumentar essa redução mas vamos lutar por uma abolição completa das portagens na A 23”.         A realização desta iniciativa veio culminar um encontro de três reuniões de freguesias que já foram realizadas desde que a actual estrutura dirigente tomou posse. Das 120 freguesias que existem no distrito, apenas metade é associada da Anafre e por isso Leopoldo Rodrigues admite que vai ser feito um esforço no sentido de reforçar essa filiação “para todas as reuniões que já fizemos neste mandato convidámos todas as freguesias associadas e não associadas e gostaríamos muito que todas as 120 do distrito fossem associadas da Anafre. Claro que isso é uma decisão individual de cada uma, mas isso iria reforçar o papel da associação e todas elas poderiam retirar dai vários aspectos positivos. Nesse sentido essa á uma área em que vamos continuar a actuar uma vez que pretendemos que número de associadas no distrito possa crescer durante este mandato”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados