RCB/TuneIn
Terça, 21 Mai 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SP. COVILH? EMPATA NA TROFA
Num jogo que come?ou muito mal para os serranos, o empate final revela, antes de mais, que a equipa nunca deixou de acreditar e que a necessidade de conquistar pontos levou a que houvesse maior empenho e muita determina??o de todos os jogadores.
Por José Joaquim Ribeiro & Miguel Malaca em 28 de Feb de 2010
O Trofense entrou a todo o gás, conseguindo inaugurar o marcador logo aos 8 minutos, em resultado de uma grande penalidade que Diégo, que regressou à baliza serrano, cometeu sobre Reguila, o mesmo Regila, chamado a bater o penalti não falhou.

Este golo catapultou os trofenses que assumiram as despesas do jogo, caíram em cima dos serranos, criaram mais algumas oportunidades e, com alguma naturalidade, face ao caudal ofensivo da equipa da casa, surgiu o segundo golo da tarde, desta feita apontado por Licá, depois de uma boa assistência de Jorge Luís.

Ainda dentro deste período de grande intensidade ofensiva do Trofense esta equipa podia ter dilatado para 3-0, não fora a boa prestação de Diégo.

A partir da meia hora o Sporting começou a equilibrar a contenda, começou a aparecer mais próximo da área do seu adversário e a criar algum mal estar à defensiva da casa, entretanto, num lance casual, Licá interceptou uma bola dentro da sua grande área com as mãos obrigando o árbitro do encontro a assinalar a respectiva grande penalidade. Edgar chamado à marca de 11 metros, atirou a contar, reduzindo o resultado para 2-1 e relançando a partida.

Na segunda parte o jogo foi mais pastoso, com o Trofense a tentar segurar a vantagem de que dispunha e o Sporting a tentar, em transições rápidas, surpreender o seu adversário. Aos 63 minutos, num lance de envolvimento, N’Kake fica em boa posição, alvejou a baliza adversária e foi feliz por que conseguiu o tento da igualdade.

Até final da partida as duas equipas bem tentaram alterar este resultado, mas nesse período de jogo as defensivas estiveram sempre melhores que os avançados, pelo que o resultado acaba por ser o mais ajustado.

Este ponto não chegou para o Covilhã deixar o penúltimo lugar mas deixou os serranos mais próximos das equipas que estão imediatamente a seguir à linha de manutenção, agora, o mais importante é manter os índices de confiança que permitam que no próximo domingo levem de vencida, no seu terreno, a equipa do Carregado, último classificado.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados