RCB/TuneIn
Quarta, 18 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
TERMINOU A 1? FASE DO DISTRITAL DE C.BRANCO
Est?o encontrados os seis clubes que v?o disputar a segunda fase do campeonato distrital de Castelo Branco. Pedr?g?o S. Pedro, Atalaia do Campo, ?guias do Moradal, V. Sernache, AD Fund?o e Oleiros.
Por José Joaquim Ribeiro em 28 de Feb de 2010
Para discutirem o titulo de campeão distrital, os clubes apurados para a segunda fase vão partir com metade dos pontos que conquistaram nesta primeira fase, assim, Pedrógão e Atalaia vão partir com 25 pontos, Moradal 24, Sernache 23, Fundão 19 e Oleiros 18. Importa dizer que os clubes que ficaram abaixo do 7º posto vão disputar, também em poule, a Taça AFCB, contando com metade dos pontos amealhados, neste caso, Teixosense e Valverde partem com 16 pontos, Proença 14, Vilarregense 7, Lardosa 3 e Unhais da Serra 2.

Nesta última jornada o destaque vai para a vitória expressiva do Proença sobre o Fundão e para a Vitória da Atalaia sobre o Moradal, clubes que têm aspirações à conquista do ceptro.

Na Atalaia do Campo a equipa de Joca impôs-se à formação do Estreito, mas na parte final do encontro, num lance que deixou duvidas a muita gente, podia ter acontecido o golo do empate. O remate à baliza é feito sobre a linha lateral e a bola aparece dentro da baliza, reclamaram os homens da casa, dizendo que a bola terá entrado por um buraco na rede de baliza, Carlos Silva, o árbitro do encontro, consultou o árbitro auxiliar, este corroborou a tese dos donos da casa e, aquele que parecia ter sido o golo do empate acabou por não ser. Entretanto, o marcador funcionou pela primeira vez à passagem do minuto 43, na conversão de uma grande penalidade, convertida por Ucha, por falta cometida por Prata, ao cortar um lance com a mão dentro da área, na segunda parte os comandados de António Belo chegaram à igualdade, aos 55’, por intermédio de José Augusto e dez minutos depois a equipa da casa voltou a ganhar vantagem com um golo apontado por Fábio Brito, depois de um bom lance de Ucha. Crónica do jogo à parte neste site.

No jogo que definiu quem seguia para a segunda fase na 6ª posição, o Oleiros superiorizou-se à equipa de Valverde. Na primeira parte a equipa de Micas foi aquela que teve mais ocasiões para marcar, chegando, inclusive, a queixar-se de lhe ter sido anulado um golo, na segunda parte a equipa da casa chegou ao golo do triunfo e aquele que acabou por lhe dar a tranquilidade para o resto da partida. Marcou aos 73’, por intermédio de João André e, como o empate para a equipa de Oleiros já era mais do que suficiente, a turma do concelho do Fundão, apesar de nunca ter baixado os braços, baixou, indiscutivelmente o seu rendimento na parte final do encontro, podendo, nesse período, ter sofrido mais um golo.

Em Pedrógão de S. Pedro o jogo revestia-se de maior interesse para a equipa do Teixoso, que ainda espreitava a possibilidade de se chegar ao 6º posto, se uma conjugação de resultados o permitisse, não foi isso que aconteceu, até por que a tarefa não era nada fácil, tendo em conta que estava a defrontar um dos lideres. Com relativa naturalidade, a equipa de Xana chegou à vantagem no marcador, aos 28 minutos, num golo assinado por Vasco, mas depois o Teixosense cresceu, criou alguns embaraços aos donos da casa, mas não conseguiu concretizar, acabando por ser o Pedrógão, já em período de descontos, a chegar ao 2-0, com um golo apontado por Ricardo Santos, um triunfo que se torna pesado para o que fizeram as duas equipas.

No Campo Senhora das Neves em Proença a Desportiva do Fundão saiu vergada a uma derrota que, certamente, não estaria nas cogitações dos fundanenses. O 3-0 final não oferece duvidas sobre a justeza do vencedor, que chegou à vantagem, aos 23 minutos, por Acácio, na sequência de um pontapé de canto, aumentou, também, numa jogada de canto, por César, aos 55 minutos e fixou o resultado final, aos 87’, com um golo de Fábio. Embora este jogo só servisse para somar pontos, naturalmente mais importantes para as contas finais da Desportiva, a leitura que se pode fazer do resultado final é de que os fundanense não terão feito muito para alcançarem esse objectivo, conquanto por vezes os números enganem.

No Campo Nuno Álvares Pereira o Sernache encontrou pela frente um conjunto muito fragilizado, desde logo, por não poder contar com um guarda-redes de verdade. O Vilarregense tem-se apresentado aos jogos com um único guardião, Coutrim e para este jogo, por lesão nem com este pôde contar, a alternativa passou pelo homem dos sete ofícios: Nuno Alves, ele que habitualmente é o ponta de lança da equipa, para além de treinador e de presidente, desta vez lá teve que se fazer uma mais um outra experiência de vida, defendendo as redes do seu clube. Naturalmente, o Vitória acabou a partida com uma goleada, de 6-0. Rabaâ apontou os dois primeiros, aos 12 e 42 minutos, resultado que se registava ao intervalo, na segunda parte Santolini aumentou para 3-0, aos 63’, M’Passo colocou o resultado em 4-0, aos 67’, Dani aumentou, aos 71, para cinco zero e Rabaâ, aos 87’, voltou a fazer o gostou ao pé fechando a conta.

E na última jornada o Unhais saboreou o quão é doce a vitória num jogo. Na Lardosa defrontaram-se os últimos da classificação e, embora tenha sido a equipa da casa a marcar em primeiro lugar, os serranos tiveram forças e vontade para dar a volta ao resultado, vencendo por 1-2. Luís Pedro, aos 14’, marcou o primeiro golo do encontro, colocando a Lardosa na frente do marcador, mas, já na segunda parte, na sequência de uma grande penalidade, o Unhais chegou ao tento da igualdade, com Gonçalo a bater, com êxito, o castigo máximo. Aos 71’ Diego deu à sua equipa a conquista dos primeiros três pontos num jogo.

A primeira fase do campeonato está concluída e para a história a classificação ficou assim ordenada: Pedrógão, 50 pontos, Atalaia 49, Moradal, 47, Sernache 45, Fundão 37 e Oleiros 36. Estes os primeiros seis que vão para a segunda fase da prova para discutirem o titulo. Na parte de baixo da tabela classificativa, o Teixosense terminou com 32 pontos, Valverde 31, Proença 27, Vilarregense 13, Lardosa 5 e Unhais da Serra 4.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados