RCB/TuneIn
Domingo, 18 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
CONVITE ENVIADO AO PRESIDENTE DA REP√öBLICA
Rádio Cova da Beira
O presidente da c√Ęmara municipal da Covilh√£ vai avan√ßar com a cria√ß√£o de uma comiss√£o para assinalar os 150 anos de eleva√ß√£o da Covilh√£ √† categoria de cidade, que se assinalam em 2020. V√≠tor Pereira j√° convidou Marcelo Rebelo de Sousa para presidir √† comiss√£o de honra destas comemora√ß√Ķes e espera que o Presidente da Rep√ļblica possa estar de visita ao concelho nessa data.
Por Nuno Miguel em 08 de Nov de 2018

“Já convidei o senhor Presidente da República para estar presente nessas comemorações e espero que ele seja o presidente da comissão de honra dessa celebração. Vou em breve constituir essa comissão que será composta por diversas personalidades e nessa altura teremos oportunidade de homenagear mais concidadãos nossos que se notabilizaram no passado e que todos os dias nos inspiram e nos dão força”. 

 

O autarca covilhanense reconhece que a situação financeira do município continua a dificultar a acção do município, nomeadamente ao nível da realização de obras nas freguesias. No entanto Vítor Pereira acredita que 2019 vai ser um ano de viragem nesse domínio “temos ainda a tolher-nos a vontade e a acção as dificuldades financeiras. Estão agora a ser ultrapassadas, estamos a dobrar o cabo das tormentas, e quero que compreendam que para podermos realizar temos de ter dinheiro e para ter dinheiro temos de cumprir determinados objectivos que nos são impostos pela lei. Acredito que em finais de 2019 vamos estar em condições de poder começar a executar com mais ímpeto e com mais vontade aquilo que foi o nosso programa eleitoral e que foi sufragado maioritariamente pelos covilhanenses”.  

 

Já em relação aos projectos apoiados por fundos comunitários, como é o caso da requalificação do teatro municipal, Vítor Pereira refere que a autarquia está preparada para fazer face a esses desafios “não vamos desperdiçar um único cêntimo daquilo que nos é concedido por Bruxelas. Tudo quanto são candidaturas não iremos desperdiçar nenhuma. Para esse efeito não temos constrangimentos financeiros porque podemos recorrer ao crédito para pagar a componente nacional das obras que são patrocinadas pela União Europeia. Já isso não acontece em relação a outras obras e penso que todos compreendem esta dificuldade”. 

 

Também em 2019 o autarca covilhanense espera que seja dado o pontapé de saída referente às requalificações dos edifícios do antigo liceu e da antiga esquadra da PSP que vão ser transformados nos novos centros de inovação social e empresarial da Covilhã.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados